Mercado fechado
  • BOVESPA

    110.035,17
    -2.220,83 (-1,98%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    44.592,91
    +282,61 (+0,64%)
     
  • PETROLEO CRU

    61,66
    -1,87 (-2,94%)
     
  • OURO

    1.733,00
    -42,40 (-2,39%)
     
  • BTC-USD

    43.945,91
    -3.338,47 (-7,06%)
     
  • CMC Crypto 200

    912,88
    -20,25 (-2,17%)
     
  • S&P500

    3.811,15
    -18,19 (-0,48%)
     
  • DOW JONES

    30.932,37
    -469,63 (-1,50%)
     
  • FTSE

    6.483,43
    -168,53 (-2,53%)
     
  • HANG SENG

    28.980,21
    -1.093,99 (-3,64%)
     
  • NIKKEI

    28.966,01
    -1.202,29 (-3,99%)
     
  • NASDAQ

    12.905,75
    +74,00 (+0,58%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,7636
    +0,0247 (+0,37%)
     

Sonda emirati 'Esperança' manda sua primeira imagem de Marte

·1 minuto de leitura
Imagem fornecida em 14 de fevereiro de 2021 pela agência espacial dos Emirados Árabes Unidos mostra uma primeira vista de Marte enviada pela sonda "Esperança"

A sonda "Esperança" dos Emirados Árabes Unidos enviou sua primeira imagem de Marte, alguns dias depois de entrar com sucesso na órbita do planeta vermelho, anunciou a agência espacial nacional neste domingo (14).

"A Missão Marte dos Emirados Árabes Unidos captou a imagem do maior vulcão do sistema solar, Olympus Mons, emergindo à luz do sol na primeira hora da manhã", disse um comunicado.

A imagem foi captada a uma altitude de 24.700 km sobre a superfície marciana na quarta-feira passada, no dia seguinte ao que a sonda se instalou na órbita de Marte, continua o comunicado.

O xeique Mohamed bin Rashid Al-Maktum, primeiro-ministro emirati e governador de Dubai, compartilhou a imagem em cor em um tuíte.

"Primeira imagem de Marte captada pela primeira sonda árabe da história", escreveu junto à foto.

Esta missão foi projetada para descobrir os segredos do clima marciano, mas Emirados também quer que sirva de inspiração para a juventude da região.

"Esperança" se tornou a primeira das três naves espaciais a chegar ao planeta vermelho, depois que China e Estados Unidos lançaram missões em julho, aproveitando um lapso durante o qual a Terra e Marte estão mais perto.

A missão emirati também tem como objetivo comemorar o 50º aniversário da unificação dos sete emirados que compõem a nação.

"Esperança" permanecerá na órbita do planeta vermelho ao menos por um ano marciano, ou seja, 687 dias terrestres, implantando três instrumentos científicos para analisar a atmosfera marciana.

Está prevista para começar a enviar mais informação para a Terra em setembro de 2021, com os dados disponíveis para cientistas de todo o mundo.

dm/aem/vl/age/pc/aa