Mercado abrirá em 6 h 51 min
  • BOVESPA

    110.036,79
    +2.372,79 (+2,20%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    44.626,80
    -475,80 (-1,05%)
     
  • PETROLEO CRU

    81,80
    +2,31 (+2,91%)
     
  • OURO

    1.675,40
    +3,40 (+0,20%)
     
  • BTC-USD

    19.265,67
    -76,47 (-0,40%)
     
  • CMC Crypto 200

    437,68
    -5,75 (-1,30%)
     
  • S&P500

    3.585,62
    -54,85 (-1,51%)
     
  • DOW JONES

    28.725,51
    -500,09 (-1,71%)
     
  • FTSE

    6.893,81
    +12,22 (+0,18%)
     
  • HANG SENG

    17.124,87
    -97,96 (-0,57%)
     
  • NIKKEI

    26.161,19
    +223,98 (+0,86%)
     
  • NASDAQ

    11.013,00
    -22,50 (-0,20%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    5,3114
    +0,0035 (+0,07%)
     

Sonda DART fotografa Júpiter e suas luas enquanto viaja rumo a asteroide Didymos

Enquanto segue viagem em direção ao asteroide Didymos e seu companheiro Dimorphos, a câmera da sonda DART (Double Asteroid Redirection Test) capturou uma foto de Júpiter e algumas de suas luas. A imagem foi produzida durante um teste conduzido entre os dias 1 de julho e 2 de agosto, quando a DART estava a cerca de 26 milhões de quilômetros da Terra e a 700 milhões de quilômetros de Júpiter.

A foto foi registrada pela câmera DRACO (Didymos Reconnaissance and Asteroid Camera for Optical navigation), o único instrumento na DART, enquanto a nave vai rumo à colisão com o asteroide Dimorphos. A equipe da missão usou o DRACO para identificar a lua Europa conforme ela apareceu de trás de Júpiter, de forma parecida como acontecerá com o asteroide, que vai se separar visualmente de Didymos na véspera do impacto da DART.

Confira:

Imagem composta de Júpiter e das luas Ganimedes, Europa, Io e Calisto, da esquerda para a direita (Imagem: Reprodução/NASA/Johns Hopkins APL)
Imagem composta de Júpiter e das luas Ganimedes, Europa, Io e Calisto, da esquerda para a direita (Imagem: Reprodução/NASA/Johns Hopkins APL)

Esta é uma imagem composta da DRACO, produzida durante um dos testes do sistema Small-body Maneuvering Autonomous Real Time Navigation (SMART Nav), responsável pelo direcionamento autônomo da nave. Com alguns ajustes de contraste, Júpiter e as luas Ganimedes, Europa, Io e Calisto, conhecidas como “Luas Galileanas”, se destacaram na imagem.

Claro, o teste não tinha o objetivo de conduzir a nave para se chocar com Júpiter ou com suas luas, mas ajudou a equipe a avaliar a performance do SMART Nav, que havia sido avaliado somente via simulações em solo. “Cada vez que fazemos um destes testes, ajustamos as telas, as tornamos um pouco melhores e mais responsivas ao que realmente veremos durante o evento terminal real”, disse Peter Ericksen, engenheiro de software do SMART Nav.

A sonda DART foi projetada para operar autonomamente durante a aproximação dos asteroides, mas a equipe do SMART Nav acompanhará o processo, monitorando como os objetos são rastreados, a intensidade da imagem deles, número de pixels e a consistência de identificação. Com a foto de Júpiter e de seus satélites naturais, a equipe pôde entender melhor como a intensidade e número de pixels dos objetos podem sofrer variações.

Fonte: Canaltech

Trending no Canaltech: