Mercado abrirá em 49 mins
  • BOVESPA

    128.767,45
    -497,51 (-0,38%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    50.129,88
    -185,81 (-0,37%)
     
  • PETROLEO CRU

    73,42
    +0,57 (+0,78%)
     
  • OURO

    1.784,00
    +6,60 (+0,37%)
     
  • BTC-USD

    34.016,28
    +2.401,55 (+7,60%)
     
  • CMC Crypto 200

    813,96
    +19,63 (+2,47%)
     
  • S&P500

    4.246,44
    +21,65 (+0,51%)
     
  • DOW JONES

    33.945,58
    +68,61 (+0,20%)
     
  • FTSE

    7.112,51
    +22,50 (+0,32%)
     
  • HANG SENG

    28.817,07
    +507,31 (+1,79%)
     
  • NIKKEI

    28.874,89
    -9,24 (-0,03%)
     
  • NASDAQ

    14.261,00
    +2,75 (+0,02%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    5,9192
    -0,0006 (-0,01%)
     

Somente uma cepa da variante da covid-19 detectada na Índia é "preocupante", diz OMS

·2 minuto de leitura
Especialistas alertaram que o Reino Unido pode enfrentar uma terceira onda de casos devido à variante Delta

Apenas uma cepa da variante da covid-19 detectada pela primeira vez na Índia ainda é considerada "preocupante", enquanto as outras duas foram rebaixadas, afirmou a Organização Mundial da Saúde (OMS) na terça-feira.

A variante B.1.617, considerada parcialmente responsável pelo surto da pandemia na Índia, se espalhou para mais de 50 territórios, com três linhagens diferentes.

A OMS disse no mês passado que toda a variante era "preocupante", mas nesta terça-feira esclareceu que apenas uma linhagem deve ser considerada como tal, a chamada Delta.

“Tornou-se aparente que mais riscos para a saúde pública estão atualmente associados com a B.1.617.2, enquanto taxas de transmissão mais baixas foram observadas com as outras linhagens”, relatou a OMS em sua atualização epidemiológica semanal sobre a pandemia.

A B.1.617.2 permanece uma preocupação, junto com três outras variantes do vírus, consideradas mais perigosas do que a versão original porque são mais contagiosas, letais ou porque as vacinas podem não proteger contra elas.

A OMS atribuiu letras gregas na segunda-feira aos nomes científicos das diferentes variantes, como Alpha, Beta, Gamma ou Delta para o caso de B.1.617. O objetivo é evitar nomes "estigmatizantes e discriminatórios" para os países e territórios onde apareceram.

“Continuamos a ver um aumento acentuado da transmissibilidade e um número crescente de países com surtos ligados a esta variante”, afirma a OMS, que considera “prioritária” a realização de “novos estudos” sobre o seu impacto.

Uma nova variante híbrida, relatada pelas autoridades de saúde vietnamitas no sábado, parece ser uma variante da Delta, disse a Dra. Maria Van Kerkhove, gerente técnica da luta contra a covid-19 na organização nesta terça-feira.

“Sabemos que a B.1.617.2 aumentou a transmissibilidade, o que significa que pode se espalhar mais facilmente entre as pessoas”, frisou.

A linhagem B.1.617.1 foi rebaixada para a categoria de "variante de interesse" e foi denominada Kappa.

Com relação a B.1.617.3, a OMS não a considera mais interessante e não atribuiu uma letra grega.

nl/dl/ahe/am/am

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos