Mercado fechado
  • BOVESPA

    125.052,78
    -1.094,22 (-0,87%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    50.268,45
    +27,95 (+0,06%)
     
  • PETROLEO CRU

    72,17
    +0,26 (+0,36%)
     
  • OURO

    1.802,10
    -3,30 (-0,18%)
     
  • BTC-USD

    34.381,73
    +87,62 (+0,26%)
     
  • CMC Crypto 200

    786,33
    -7,40 (-0,93%)
     
  • S&P500

    4.411,79
    +44,31 (+1,01%)
     
  • DOW JONES

    35.061,55
    +238,15 (+0,68%)
     
  • FTSE

    7.027,58
    +59,28 (+0,85%)
     
  • HANG SENG

    27.321,98
    -401,82 (-1,45%)
     
  • NIKKEI

    27.548,00
    +159,80 (+0,58%)
     
  • NASDAQ

    15.091,25
    +162,75 (+1,09%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,1216
    +0,0014 (+0,02%)
     

SoftBank paga US$ 1,6 bilhão para usar marca do Yahoo no Japão

·2 minuto de leitura

A marca Yahoo era popular em todo o mundo nos anos 1990. Com o tempo, perdeu muito espaço. Mesmo assim, continua com potencial no Japão: acaba de ser vendida por lá por US$ 1,6 bilhão (algo como R$ 8,3 bilhões) à plataforma de e-commerce Z Holdings, do grupo SoftBank.

Uma pesquisa da Values mostra que as marcas do Yahoo compuseram quatro dos 10 sites mais visitados no Japão em 2020. A página principal do Yahoo teve acesso equivalente ao número de usuários do YouTube no país.

A companhia comprou o direito de uso da marca Yahoo no Japão para substituir um acordo de licenciamento já existente. A proprietária era a Apollo Global Management, uma empresa de private equity, que pagou US$ 5 bilhões por ela ao comprar a divisão de mídia da Verizon Communications, boa parte dela relacionada ao portal Yahoo nos EUA.

Bom negócio

Segundo a Bloomberg, o Yahoo foi um dos primeiros investimentos de Masayoshi Son, dono do SoftBank. Ele construiu uma participação de US$ 100 milhões (algo como R$ 524 milhões) no portal em meados da década 1990. Posteriormente, Son constituiu a Yahoo Japan Corp., que, ao longo dos anos, tornou-se a Z Holdings.

Imagem: Divulgação/Softbank
Imagem: Divulgação/Softbank

Até hoje, o nome Yahoo é utilizado em aplicativos de tempo e mapas, em portais de finanças, em uma marca de celulares do SoftBank e no portal Yahoo Auctions, que é semelhante ao eBay. No ano passado, porém, a Z Holdings começou a mudar os nomes de seus serviços financeiros para Pay Pay. Isso inclui de cartões de crédito a empresas de seguro que tinham a marca Yahoo.

Mitsunobu Tsuruo, analista do Citigroup, avalia que o retorno de investimento deve ocorrer em sete a oito anos. “Sentimos que o resultado das negociações tem sido relativamente favorável à Z Holdings, graças à posse de múltiplas marcas de plataforma, como PayPay e Line, e ao enfraquecimento da marca Yahoo! nos EUA”, diz em nota.

Fonte: Canaltech

Trending no Canaltech:

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos