Mercado fechará em 6 h 28 min

Softbank abre café em Tóquio com robôs Pepper como atendentes

Natalie Rosa

Os robôs da Softbank, chamados de Pepper, agora estão chegando em outro mercado: o de cafés. No Japão, hotéis, lojas de aeroporto, entre outros comércios, já contam com os atendentes robotizados, que foram criados ainda em 2015. Agora, este novo segmento começou a ser testado em Tóquio.

O primeiro café com o robô é o Pepper Parlor, e clientes já estão fazendo seus pedidos através dele, recebendo ainda cumprimentos e conversando.

Outros robôs da Softbank também estão sendo implementados: o Nao e o Whiz. Com a metade do tamanho de um Pepper, que mede 1,20 metro, o Nao é o responsável por dançar na mesa, e o Whiz faz a limpeza do local com a ajuda da sua inteligência artificial.

Robô Nao performando (Imagem: Reprodução/Softbank)
Whiz, responsável pela limpeza (Imagem: Reprodução/Softbank)

De acordo com Kazutaka Hasumi, executivo da Softbank, os robôs são uma forma da companhia aprender melhor sobre como as máquinas podem interagir com os humanos, aprimorando suas ofertas atuais com a tecnologia.

Adaptação dos robôs na indústria

O uso dos robôs no comércio também é uma forma de agir em relação à redução da população do Japão, que vem enfrentando também uma diminuição da quantidade de trabalhadores nas indústrias. Por isso, o investimento na robótica tem como foco treinar essas máquinas para se adaptarem a esses trabalhos.

Pepper recebendo os pedidos (Imagem: Reprodução/Softbank)

No entanto, as habilidades atuais dos robôs são limitadas. No trabalho em hospitais, por exemplo, a única tarefa do Pepper é servir como uma forma de entretenimento para quer estava por lá. Esta interação humana pode, então, ser uma forma de treinamento para reconhecer rostos e emoções das pessoas, respondendo comandos de voz ou ainda exibindo mensagens em sua tela.

Fonte: Canaltech

Trending no Canaltech: