Mercado fechado
  • BOVESPA

    113.282,67
    -781,69 (-0,69%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    51.105,71
    -358,56 (-0,70%)
     
  • PETROLEO CRU

    73,95
    +0,65 (+0,89%)
     
  • OURO

    1.750,60
    +0,80 (+0,05%)
     
  • BTC-USD

    42.589,63
    -430,63 (-1,00%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.067,20
    -35,86 (-3,25%)
     
  • S&P500

    4.455,48
    +6,50 (+0,15%)
     
  • DOW JONES

    34.798,00
    +33,18 (+0,10%)
     
  • FTSE

    7.051,48
    -26,87 (-0,38%)
     
  • HANG SENG

    24.192,16
    -318,82 (-1,30%)
     
  • NIKKEI

    30.248,81
    +609,41 (+2,06%)
     
  • NASDAQ

    15.319,00
    +15,50 (+0,10%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,2556
    +0,0306 (+0,49%)
     

Snapdragon 898 tem supostos testes de GPU vazados e resultados não empolgam

·2 minuto de leitura

Próximo chipset topo de linha da Qualcomm, o Snapdragon 898, como é conhecido até o momento, já conta com um número considerável de detalhes conhecidos, em virtude da próxima de seu lançamento. Previsto para ser anunciado ainda neste ano, assim como aconteceu com a geração passada, a plataforma promete entregar avanços substanciais, com maior poder de processamento de GPU e a estreia da nova arquitetura ARMv9.

Ainda assim, vazamentos sugerem que a solução pode perder o reinado mantido pela Qualcomm nos últimos anos, especificamente por apresentar melhorias pouco expressivas frente à concorrência. Esse cenário acaba de ser reforçado pelo leaker Tron, que trouxe novos números de supostos benchmarks da Adreno 730, GPU do novo processador.

Snapdragon 898 tem suposto desempenho da GPU vazado

Assim como fez com os concorrentes da Apple e Samsung, Tron trouxe resultados do Snapdragon 898 no benchmark GFXBench. Os valores em questão se referem ao pico de performance, ou seja, o desempenho máximo obtido antes de gargalos térmicos, e mostram-se promissores frente ao Snapdragon 888. No Manhattan, a nova solução da Qualcomm chega aos 158,4 FPS, contra cerca de 120 FPS do antecessor.

No teste Aztec Normal, a plataforma atinge 112,7 FPS, enquanto no Aztec High são apresentados 43,1 FPS. Em média, a evolução de geração para geração é de quase 30%, um salto respeitável que praticamente o coloca a par do A14 Bionic e, em alguns cenários, até à frente do atual chipset premium da gigante de Cupertino.

No entanto, o Snapdragon 898 não avança o suficiente para competir com seus concorrentes diretos, o Exynos 2200 com GPU AMD Radeon e o A15 Bionic. A vantagem do pico de performance das apostas da Samsung e Apple chega aos 17% e 20%, respectivamente. Apesar de tudo, a Qualcomm ainda consegue se destacar em um ponto importante.

Qualcomm tem singela vantagem em estresse contínuo

Como explica Tron, mesmo que não consiga acompanhar os rivais em pico de performance, o Snapdragon 898 consegue lidar melhor com aquecimento e sofre gargalos significativamente menores. Após três testes seguidos, o chip perdeu apenas 20% do desempenho máximo, contra 25% do Exynos 2200 e elevados 35% do A15 Bionic nas mesmas condições.

Mesmo que não acompanhe os rivais em máxima performance, o Snapdragon 898 deve sofrer com menos gargalos, o que o tornaria mais competitivo (Imagem: Reprodução/Qualcomm)
Mesmo que não acompanhe os rivais em máxima performance, o Snapdragon 898 deve sofrer com menos gargalos, o que o tornaria mais competitivo (Imagem: Reprodução/Qualcomm)

Isso posicionaria a plataforma da Qualcomm de maneira mais competitiva em cargas de trabalho que exijam processamento intenso por períodos prolongados. Seja como for, tudo indica que a batalha dos chipsets em 2022 será bem mais acirrada comparada a anos anteriores.

Fonte: Canaltech

Trending no Canaltech:

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos