Mercado fechará em 1 h 12 min
  • BOVESPA

    122.079,02
    +1.730,23 (+1,44%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    46.247,85
    +355,57 (+0,77%)
     
  • PETROLEO CRU

    52,09
    -0,27 (-0,52%)
     
  • OURO

    1.835,70
    +5,80 (+0,32%)
     
  • BTC-USD

    35.692,21
    -366,67 (-1,02%)
     
  • CMC Crypto 200

    692,98
    -42,16 (-5,74%)
     
  • S&P500

    3.768,25
    -27,29 (-0,72%)
     
  • DOW JONES

    30.814,26
    -177,24 (-0,57%)
     
  • FTSE

    6.720,65
    -15,06 (-0,22%)
     
  • HANG SENG

    28.862,77
    +288,91 (+1,01%)
     
  • NIKKEI

    28.242,21
    -276,97 (-0,97%)
     
  • NASDAQ

    12.805,50
    +3,25 (+0,03%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,3629
    -0,0297 (-0,46%)
     

Snapdragon 888 mostra desempenho recorde em testes preliminares oficiais

Rubens Eishima
·3 minuto de leitura

A Qualcomm divulgou números de desempenho de seu recém-anunciado processador Snapdragon 888, e o chip cumpre o seu papel de topo de linha, com recorde de pontuação nos principais testes do mercado. Apesar disso, os resultados podem deixar a porta aberta para as rivais Samsung e MediaTek.

Antes de continuar, vale destacar que o teste foi feito com o Snapdragon 888 QRD (Qualcomm Reference Design), protótipo interno da fabricante para demonstrar as tecnologias do processador. O aparelho testado apresenta características esperadas em um celular final — tela, modem, câmeras, bateria etc. — mas o desempenho será diferente conforme o projeto de cada celular lançado no mercado.

Os testes foram realizados com as configurações padrões de cada aplicativo, usando a média de três avaliações em cada caso. As versões dos aplicativos estão listadas abaixo, permitindo que o usuário compare o resultado com o seu próprio celular.

Pontuações mostram um avanço em relação ao atual carro-chefe da Qualcomm (Imagem: divulgação/Qualcomm)
Pontuações mostram um avanço em relação ao atual carro-chefe da Qualcomm (Imagem: divulgação/Qualcomm)

Apesar da Qualcomm não citar isso em seu comunicado, não podemos descartar que o desempenho do processador melhore com o tempo, conforme os fabricantes entendam melhor o componente e disponibilizem drivers e atualizações para os aparelhos.

Com as pontuações divulgadas, o Snapdragon 888 mostra um aumento de desempenho razoável em relação ao antecessor, o Snapdragon 865/865+. Comparando os três primeiros testes da tabela — AnTuTu e Geekbench para um ou vários núcleos — o novo chip apresentou um aumento na casa dos 16%, 28% e 18%, respectivamente.

Pode parecer pouco, especialmente ao considerar o uso da litografia de 5 nm — contra a de 7 nm no Snapdragon 865, quanto menor o número, maior o potencial de desempenho ou economia de energia — mas é um aumento superior por exemplo à média do que os chips da Intel registraram a cada nova geração nos últimos seis anos entre os PCs.

O maior salto de desempenho, no teste single-core do Geekbench, destaca a vantagem do novo núcleo ARM Cortex-X1, chegando próximo dos 30% anunciados pela ARM durante o anúncio da nova CPU.

Troca de liderança

Os números do Snapdragon 888 colocam a Qualcomm de volta ao primeiro lugar no ranking do AnTuTu e do Geekbench, tomados do Snapdragon 865 pelo HiSilicon Kirin 9000 à bordo do Huawei Mate 40 Pro. Mesmo assim, apesar da pontuação do primeiro teste ter deixado o chip chinês bem para trás (com 661.059 pontos para o Kirin), os valores do Geekbench indicam uma diferença de 10% no teste de um núcleo (1.020) e menos de 3% na avaliação multi-core (3.704), conforme a avaliação feita pelo site GSMArena.

Duelo promete em 2021 (Imagem: reprodução/Samsung e Qualcomm)
Duelo promete em 2021 (Imagem: reprodução/Samsung e Qualcomm)

Os resultados aumentam a expectativa com relação ao novo chip topo de linha da Samsung LSI, após números positivos do intermediário Exynos 1080 indicando um desempenho equivalente ao Snapdragon 865. Acredita-se que os sul-coreanos anunciarão no dia 12 de janeiro seu novo processador premium — conhecido até aqui como Exynos 2100 — antes do lançamento do celular Galaxy S21, esperado para dois dias depois.

Fonte: Canaltech

Trending no Canaltech: