Mercado fechará em 1 h 37 min
  • BOVESPA

    117.150,38
    +920,27 (+0,79%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    45.721,17
    -325,41 (-0,71%)
     
  • PETROLEO CRU

    87,69
    +1,17 (+1,35%)
     
  • OURO

    1.723,80
    -6,70 (-0,39%)
     
  • BTC-USD

    20.177,90
    +126,28 (+0,63%)
     
  • CMC Crypto 200

    457,10
    -1,31 (-0,29%)
     
  • S&P500

    3.782,66
    -8,27 (-0,22%)
     
  • DOW JONES

    30.291,85
    -24,47 (-0,08%)
     
  • FTSE

    7.052,62
    -33,84 (-0,48%)
     
  • HANG SENG

    18.087,97
    +1.008,46 (+5,90%)
     
  • NIKKEI

    27.120,53
    +128,32 (+0,48%)
     
  • NASDAQ

    11.591,50
    -49,25 (-0,42%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    5,1356
    -0,0323 (-0,63%)
     

Snapdragon 6 e 4 Gen 1 prometem recursos premium para celulares básicos

Quase um ano após o relançamento da família Snapdragon com um novo sistema de nomenclatura "mais simples", a Qualcomm anunciou de surpresa nesta semana os novos Snapdragon 6 Gen 1 e Snapdragon 4 Gen 1, finalizando o processo iniciado durante a conferência da companhia em dezembro do ano passado. Já vistos em múltiplos vazamentos, os componentes trazem mais do que nomes renovados, prometendo levar recursos premium a celulares básicos.

Snapdragon 6 Gen 1 é até 40% melhor que antecessor

Destaque não apenas por ser o lançamento mais potente, mas também por proporcionar os saltos mais marcantes de performance em comparação à geração anterior, o Snapdragon 6 Gen 1 chega para suceder o Snapdragon 695 — presente em aparelhos como o Galaxy A23 5G e o Moto G62 — e atender smartphones intermediários que buscam equilibrar desempenho e preço.

A primeira grande novidade está na CPU, que abandona a configuração de 2 + 6 núcleos em favor da 4 + 4, buscando assim equilibrar ainda mais os núcleos de performance e eficiência. O chip traz uma combinação de 4 núcleos Cortex-A78 de alto desempenho rodando a até 2,2 GHz com 4 Cortex-A55 de alta eficiência operando a até 2,0 GHz. Os aumentos singelos de frequência e a nova organização entregariam ganhos respeitáveis de até 40% frente ao 695, segundo a Qualcomm.

A solução chama atenção ainda por ser fabricada em um processo de 4 nm, mas não está claro se a tecnologia é da Samsung ou da TSMC, ainda que seja mais provável se tratar da primeira se considerarmos que o mais avançado Snapdragon 7 Gen 1 é fabricado pela gigante sul-coreana. Outro ponto de destaque é a GPU Adreno atualizada e ainda sem nome, que entregaria até 35% mais desempenho que a Adreno 619 da geração anterior.

Além da nomenclatura renovada, os novos Snapdragon 6 e 4 Gen 1 prometem trazer recursos premium aos celulares mais básicos (Imagem: Qualcomm)
Além da nomenclatura renovada, os novos Snapdragon 6 e 4 Gen 1 prometem trazer recursos premium aos celulares mais básicos (Imagem: Qualcomm)

Complementando os avanços em processamento, a Qualcomm redesenhou o bloco de memória da plataforma, que agora suporta RAM LPDDR5-5500, aumentando a largura de banda para 22 GB/s. O crescimento de 29% deve garantir que CPU, GPU e outras áreas do chipset mantenham um elevado fluxo de dados, garantindo assim aumento de desempenho.

O lançamento deve ainda entregar resultados respeitáveis em Inteligência Artificial, graças à adoção do novo Qualcomm AI Engine de 7ª geração, mais uma similaridade com as plataformas mais avançadas da empresa. Além de algoritmos nos formatos de vetor e escalares, o motor consegue processar códigos em Tensor, dedicados a acelerar esse tipo de carga de trabalho.

Para câmeras, o Snapdragon 6 Gen 1 ganha upgrades ao trazer de volta à série 6 o suporte a gravações em 4K HDR a 30 FPS, compatível com HDR computacional, e ter a tecnologia de processador de sinal de imagem (ISP) triplo, comportando câmeras de até 200 MP — o que sinaliza que poderemos ver sensores como o ISOCELL HP1 da Samsung chegar aos intermediários.

O Snapdragon 6 Gen 1 traz CPU redesenhada até 40% mais potente, GPU 35% mais rápida, suporte a câmeras de 200 MP, além de conectividade e processamento de IA aprimorados (Imagem: Qualcomm)
O Snapdragon 6 Gen 1 traz CPU redesenhada até 40% mais potente, GPU 35% mais rápida, suporte a câmeras de 200 MP, além de conectividade e processamento de IA aprimorados (Imagem: Qualcomm)

Completando a lista de mudanças, o chip tem melhorias significativas em conectividade com a presença do modem Snapdragon X62 e do módulo FastConnect 6700, trazendo compatibilidade com redes 5G nos padrões sub-6 e mmWave para apresentar velocidades de download de até 2,9 Gbps, Wi-Fi 6E com encriptação WPA3, GPS Dual Band nas faixas L1 e L5, Bluetooth 5.2 e Bluetooth LE Audio.

Fora isso, a tecnologia de recarga Quick Charge 4 Plus está embarcada, prometendo carregamento rápido com mais eficiência energética e melhor controle de temperatura. Com número de modelo SM6450, a novidade ainda deve demorar um tempo para chegar aos consumidores: os smartphones equipados com o Snapdragon 6 Gen 1 estão previstos para estrear no primeiro trimestre de 2023, entre os meses de janeiro e março.

Snapdragon 4 Gen 1 é upgrade modesto mais eficiente

Voltado para telefones de entrada e com número de modelo SM4375, o Snapdragon 4 Gen 1 é um upgrade mais modesto em comparação ao irmão da série 6, mas ainda promete aprimorar significativamente a experiência dos usuários. A CPU da plataforma trouxe melhorias ao abandonar os já antigos núcleos Cortex-A76, apesar de manter a configuração de 2 + 6 núcleos do Snapdragon 480, geração anterior da série 4.

Por aqui temos 2 Cortex-A78 de alto desempenho rodando a até 2,0 GHz, trabalhando em conjunto com 6 Cortex-A55 de alta eficiência operando a até 1,8 GHz — com as mesmas frequências do antecessor, o lançamento deve se valer dos aprimoramentos da arquitetura e da litografia de 6 nm da TSMC para entregar mais desempenho e eficiência. Na prática, a Qualcomm promete ganhos de 15% frente ao Snapdragon 480.

Mais modesto, o Snapdragon 4 Gen 1 promete CPU 15% melhor, GPU 10% melhor, suporte a câmeras de até 108 MP e conectividade mais avançada (Imagem: Qualcomm)
Mais modesto, o Snapdragon 4 Gen 1 promete CPU 15% melhor, GPU 10% melhor, suporte a câmeras de até 108 MP e conectividade mais avançada (Imagem: Qualcomm)

A GPU Adreno do Snapdragon 4 Gen 1, também não identificada diante da nova política da empresa que tem simplificado as fichas técnicas, traria um upgrade modesto de 10% de desempenho, enquanto o bloco de memória permanece similar ao do antecessor, com suporte a RAM LPDDR4X-4266 e a mesma largura de banda de 17 GB/s.

O processamento de sinal de imagem é mais um aspecto a ser mantido, ao menos na maior parte — como melhorias, a plataforma de entrada é agora capaz de utilizar câmeras de até 108 MP, quase o dobro do modelo passado e o suficiente para colocar a novidade no mesmo patamar de alguns dos componentes da série 6.

Fora isso, a novidade suporta carregamento com Quick Charge 4 Plus e traz soluções atualizadas de conectividade com modem Snapdragon X51 e módulo FastConnect 6200, embarcando 5G nos padrões sub-6 e mmWave com velocidades de download de até 2,5 Gbps, Wi-Fi 5, Bluetooth 5.2 e GPS Dual Band. Diferente do Snapdragon 6 Gen 1, o Snapdragon 4 Gen 1 chegará às lojas a qualquer momento, em celulares com anúncio marcado para este trimestre.

Fonte: Canaltech

Trending no Canaltech: