Mercado fechará em 2 mins
  • BOVESPA

    121.670,80
    +964,89 (+0,80%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    49.182,93
    +353,62 (+0,72%)
     
  • PETROLEO CRU

    65,37
    +1,55 (+2,43%)
     
  • OURO

    1.842,90
    +18,90 (+1,04%)
     
  • BTC-USD

    50.207,10
    +1.534,24 (+3,15%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.404,08
    +45,52 (+3,35%)
     
  • S&P500

    4.176,06
    +63,56 (+1,55%)
     
  • DOW JONES

    34.397,46
    +376,01 (+1,11%)
     
  • FTSE

    7.043,61
    +80,28 (+1,15%)
     
  • HANG SENG

    28.027,57
    +308,90 (+1,11%)
     
  • NIKKEI

    28.084,47
    +636,46 (+2,32%)
     
  • NASDAQ

    13.402,00
    +301,75 (+2,30%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,4022
    -0,0103 (-0,16%)
     

Snapchat se torna mais popular no Android do que em iPhones

Alveni Lisboa
·2 minuto de leitura

Assim que desembarcou no Android, o Snapchat foi alvo de diversas críticas por não entregar uma performance tão boa no sistema operacional quanto no iOS. Após perder muitos usuários, a empresa juntou os cacos e reconstruiu seu app em 2019, desta vez da forma correta.

Quase dois anos depois, parece que a empresa começa a colher os frutos dessa mudança. No primeiro trimestre de 2021, o Snap viu mais usuários ativos diariamente no app para o robozinho verde do que no concorrente. O número total de acessos diários saltou 22% de um ano para outro, totalizando 280 milhões.

O CEO do Snapchat, Evan Spiegel, atribui o crescimento a dois fatores: a flexibilização das restrições da COVID-19 em boa parte do mundo e os investimentos da rede em novos formatos e conteúdos. “A grande maioria dos smartphones no mundo é movida a Android, e nossa base de usuários agora é maior do que no iOS — um marco crítico que reflete o valor de longo prazo do investimento que fizemos para reconstruir nosso aplicativo”, declarou ao site Android Central.

O resultado também pode ser reflexo do crescimento de outras mídias sociais que começaram a fazer sucesso no iPhone, como o caso do arrasa-quarteirão TikTok. A rede social chinesa, envolvida em polêmicas nos Estados Unidos, não teve a imagem abalada no resto do mundo. A plataforma tem ocupado as primeiras posições nas listas de apps mais baixados — e mais rentáveis também.

Crescimento de mídias sociais no Android

Além de quantidade, os celulares Android têm se tornado cada vez mais potentes. Mesmo os modelos intermediários já são capazes de dar conta da maioria das tarefas do dia a dia. Empresas como a Samsung e a Qualcomm investiram pesadamente para popularizar o 4G e trazer o 5G a preços mais acessíveis, o que torna apps multimídia como o Snapchat mais acessíveis.

É por isso que hoje em dia não se imagina criar um app sem pensar na sua portabilidade para o sistema operacional. O crescimento do Snapchat no Android mostra que ainda há espaço para outras redes sociais ocuparem no sistema do Google. Afinal, com uma base tão grande, há públicos diversificados que hoje não se veem representados por nenhuma das opções presentes.

Até mesmo quem começou a trabalhar com a Apple já começa a vislumbrar o imenso potencial do mercado Android. É o caso do popular Clubhouse, que fez um enorme estrondo no início do ano passado e colocou a indústria das mídias sociais para trabalhar em cópias ou recursos similares. A companhia já está em fase avançada de adaptação do seu programa e deve lançá-lo nos próximos meses.

Fonte: Canaltech

Trending no Canaltech: