Mercado fechará em 3 h 57 min
  • BOVESPA

    121.979,09
    +70,06 (+0,06%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    49.291,71
    -575,44 (-1,15%)
     
  • PETROLEO CRU

    64,76
    -0,16 (-0,25%)
     
  • OURO

    1.832,80
    -4,80 (-0,26%)
     
  • BTC-USD

    56.024,24
    -2.471,89 (-4,23%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.500,84
    +1.258,16 (+518,45%)
     
  • S&P500

    4.150,39
    -38,04 (-0,91%)
     
  • DOW JONES

    34.278,95
    -463,87 (-1,34%)
     
  • FTSE

    6.947,99
    -175,69 (-2,47%)
     
  • HANG SENG

    28.013,81
    -581,89 (-2,03%)
     
  • NIKKEI

    28.608,59
    -909,71 (-3,08%)
     
  • NASDAQ

    13.290,50
    -66,25 (-0,50%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,3393
    -0,0009 (-0,01%)
     

SMS falso sobre vacinação na Índia carrega malware

Felipe Marsola Monteiro
·2 minuto de leitura
SMS falso sobre vacinação na Índia carrega malware
SMS falso sobre vacinação na Índia carrega malware

Uma mensagem SMS está circulando na Índia indicando que os habitantes baixem um app para garantir o registro para a vacinação contra a Covid-19. Mas trata-se de um malware para infectar o smartphone do usuário. O app que já se chamou Covid-19, foi atualizado recentemente e agora tem o nome de Vaccine Register.

Lukas Stefanko, pesquisador de malwares da empresa de cibersegurança ESET (Eslováquia), tuitou a respeito do vírus que está sendo espalhado por SMS. O pesquisador comentou que a mensagem é pensada de forma que pareça um anúncio para que as pessoas baixem um aplicativo de um link para se registrarem gratuitamente para a vacinação. Além disso, o app só infecta celulares Android.

Este conteúdo não está disponível devido às suas preferências de privacidade.
Para vê-los, atualize suas configurações aqui.

Assim que o malware é instalado no celular, e ganha acesso indevido aos dados do usuário. O vírus é capaz de acessar contas do Facebook e outras redes sociais, invadir a galeria de fotos e ainda apagar documentos e informações do celular. O malware também usa o celular infectado para disseminar mais mensagens SMS para os contatos, se espalhando e também consumindo o plano de telefonia do usuário.

Situação na Índia

As investigações sobre o malware realizadas por Lukas apontaram que tanto o antigo malware Covid-19 como o atual Vaccine Register possuem um mesmo desenvolvedor, já que vírus por SMS não são criados com tanta frequência. Além disso, o pesquisador detectou que a fonte do vírus está em repositórios abandonados do Twitter. Lukas também comentou em sua conta no Twitter que o alvo do vírus é a índia, região que está enfrentando uma grave crise sanitária devido ao coronavírus. O país já se tornou o terceiro no mundo com maior número de mortes. Além disso, o SMS com o malware pode ter surtido efeito porque o app oficial do governo indiano, chamado CoWIN, apresentou problemas no registro de seus cidadãos para a vacinação.

Mesmo que o app oficial apresente problemas, ainda é a única maneira segura de realmente conseguir um registro para a vacinação e aviso de quando há lotes disponíveis. O governo local também tem orientado a população que ignore qualquer SMS ou sites com links para apps que garantam acesso às vacinas.

Via Gadgets 360 e Business Insider

Imagem: Daniel Schludi/Unsplash/CC