Mercado fechado
  • BOVESPA

    110.035,17
    -2.221,19 (-1,98%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    44.592,91
    +282,64 (+0,64%)
     
  • PETROLEO CRU

    61,66
    -1,87 (-2,94%)
     
  • OURO

    1.733,00
    -42,40 (-2,39%)
     
  • BTC-USD

    47.432,62
    +948,25 (+2,04%)
     
  • CMC Crypto 200

    912,88
    -20,25 (-2,17%)
     
  • S&P500

    3.811,15
    -18,19 (-0,48%)
     
  • DOW JONES

    30.932,37
    -469,64 (-1,50%)
     
  • FTSE

    6.483,43
    -168,53 (-2,53%)
     
  • HANG SENG

    28.980,21
    -1.093,96 (-3,64%)
     
  • NIKKEI

    28.966,01
    -1.202,26 (-3,99%)
     
  • NASDAQ

    12.905,75
    +74,00 (+0,58%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,7577
    +0,0188 (+0,28%)
     

Smiles fará adiantamento de R$ 1,2 bi à Gol para compra de passagens

Cibelle Bouças
·2 minuto de leitura
Foto: Luiz Souza/NurPhoto via Getty Images
Foto: Luiz Souza/NurPhoto via Getty Images

A Smiles fará um adiantamento à Gol no valor de R$ 1,2 bilhão, para uso futuro na aquisição de passagens aéreas de emissão da GLA, empresa controlada pela Gol. O acordo foi aprovado por unanimidade pelo conselho de administração da Smiles e pelo comitê independente da companhia, formado por membros independentes.

Baixe o app do Yahoo Mail em menos de 1 min e receba todos os seus emails em 1 só lugar

Siga o Yahoo Finanças no Google News

O acordo tem duração de três anos. Em contrapartida ao adiantamento, a Gol vai oferecer à Smiles um desconto médio de 11% nos preços das passagens aéreas no resto do ano de 2020. Até 30 de junho de 2023, a Gol vai garantir para a Smiles a venda de um percentual mínimo de passagens em tarifa promocional.

Leia também

O saldo dos créditos que não forem usados na compra de passagens aéreas serão remunerados a uma taxa equivalente a 115% do CDI, que incidirá sobre o montante do desembolso desde a data que for transferido à GLA até a sua efetiva amortização.

Com o desconto e a tarifa promocional, a Smiles espera uma economia, nos próximos três anos, de R$ 85 milhões com o resgate de passagens aéreas e com o surgimento de novas fontes de receita.

O acordo prevê o desenvolvimento de um produto compartilhado que vai permitir aos clientes da Gol usar milhas da Smiles para pagar a taxa de embarque de voos nos canais de venda da empresa aérea, entre outros benefícios. O acordo também assegura o direto da Smiles de manter a exploração do Clube Smiles até o término dos contratos operacionais entre as empresas, ou seja, até 2032.

De acordo com fato relevante, a operação é um investimento estratégico e incremental para a Smiles e sua geração de valor decorre da manutenção dos negócios da empresa e da sua geração de caixa atual e futura através do fortalecimento da GLA.

Siga o Yahoo Finanças no Instagram, Facebook, Twitter e YouTube e aproveite para se logar e deixar aqui abaixo o seu comentário.