Mercado fechado
  • BOVESPA

    128.405,35
    +348,13 (+0,27%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    50.319,57
    +116,77 (+0,23%)
     
  • PETROLEO CRU

    71,50
    +0,46 (+0,65%)
     
  • OURO

    1.763,90
    -10,90 (-0,61%)
     
  • BTC-USD

    35.957,39
    -543,75 (-1,49%)
     
  • CMC Crypto 200

    888,52
    -51,42 (-5,47%)
     
  • S&P500

    4.166,45
    -55,41 (-1,31%)
     
  • DOW JONES

    33.290,08
    -533,37 (-1,58%)
     
  • FTSE

    7.017,47
    -135,96 (-1,90%)
     
  • HANG SENG

    28.801,27
    +242,68 (+0,85%)
     
  • NIKKEI

    28.964,08
    -54,25 (-0,19%)
     
  • NASDAQ

    14.017,75
    -138,50 (-0,98%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,0361
    +0,0736 (+1,23%)
     

Smartwatch do Facebook pode ser lançado com duas câmeras e monitor cardíaco

·2 minuto de leitura

Mais rumores sobre o suposto smartwatch produzido pelo Facebook começaram a circular recentemente. Dessa vez, o portal The Verge — que citou duas fontes anônimas que estão familiarizadas com o assunto — publicou alguns detalhes sobre as características interessantes do dispositivo vestível.

Antes de entrar em detalhes, é importante destacar que, até o momento, o Facebook ainda não emitiu qualquer declaração sobre esse suposto desenvolvimento do wearable e, portanto, qualquer informação divulgada deve ser vista como especulação. Dito isso, vamos conferir quais são os novos rumores.

Primeiro, o portal destacou, sem entrar em detalhes, que o relógio contará com um sensor para monitoramento de batimento cardíaco — até aí, algo comum em boa parcela dos smartwatches já disponíveis no mercado. No entanto, o maior destaque desse novo vazamento é que o dispositivo contará com não uma, mas duas câmeras embutidas.

A primeira seria posicionada no próprio display do vestível e deve ser destinada, principalmente, para o uso em videochamadas. Já a segunda deve aparecer em uma área um tanto curiosa: na traseira do relógio. Segundo o The Verge, as fontes explicam que a intenção é que esta lente — que terá resolução de 1080p e sistema de foco automático — seja utilizada para capturar imagens após ser destacada da estrutura em aço inoxidável do dispositivo.

Segundo as informações, as imagens capturadas pela “câmera traseira” do relógio poderão ser facilmente compartilhadas em redes sociais do grupo de Mark Zuckerberg, como o Instagram, por exemplo. Além disso, o Facebook também estaria em negociação para que outras empresas lancem produtos, como mochilas, com suporte para “anexar” o corpo do relógio e, dessa forma, utilizar as lentes separadamente, de forma similar a uma GoPro.

Além dessas supostas “inovações”, a empresa de Zuckerberg deve lançar o dispositivo com suporte para conexão de rede LTE (4G) e já estaria em contato com operadoras locais para tornar essa especificação possível. Com isso, o vestível chegaria com outra característica que também já está presente em muitos relógios inteligentes — a de atender ou realizar chamadas, ou até mesmo enviar mensagens, sem depender de uma conexão com um celular.

Esse suposto relógio inteligente do Facebook deve ser apresentado em três opções de cores (branco, preto e dourado) em algum momento no começo de 2022 e deve contar com um sistema operacional baseado no Android. Segundo os detalhes, ele ainda contará com alguns aplicativos nativos da empresa, portanto não será surpresa se chegar com uma versão ainda mais “lite” das redes sociais de Zuckerberg.

Outros rumores apontam, ainda, que ele será comercializado por US$ 400 — cerca de R$ 2.031 em conversão direta — e o Facebook deve disponibilizar, inicialmente, entre 100 mil e 400 mil unidades da primeira edição. Além disso, a empresa já planeja, ainda, mais duas futuras gerações do relógio.

Fonte: Canaltech

Trending no Canaltech:

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos