Mercado fechado

Smartfit tem prejuízo quase sete vezes maior no primeiro trimestre

Raquel Brandão

A Smartfit, dona da rede de academias de mesmo nome e da BioRitmo, teve prejuízo quase sete vezes maior no primeiro trimestre na comparação na comparação com o mesmo período do ano passado, para R$ 9,69 milhões. Nos primeiros três meses de 2019, o prejuízo foi de R$ 1,42 milhões.

Baixe o app do Yahoo Mail em menos de 1 min e receba todos os seus emails em 1 só lugar

Siga o Yahoo Finanças no Google News

O resultado foi especialmente afetado pelo aumento de 26% no prejuízo financeiro, para R$ 106,7 milhões, e pela perda de R$ 26,7 milhões em imposto de renda e contribuição social sobre o lucro, item que havia sido de R$ 2,2 milhões no meso período do ano anterior.

Leia também

A receita da companhia cresceu 36% no primeiro trimestre, para R$ 602,7 milhões, e o número de clientes avançou 29,9%, para 2,8 bilhões de alunos. A companhia tem operações no Brasil, México, Colômbia, Chile, Peru, Panamá, Argentina, Paraguai, República Dominicana, Equador e Guatemala.

A companhia possuía no encerramento do primeiro trimestre posição de caixa de R$ 1,35 bilhão, e vencimento de endividamento financeiro de R$ 209 milhões em 2020. “O que resulta em maior volume de caixa disponível para a condução da operação”, destacou a empresa em seu relatório de administração.

Para lidar com os impactos da pandemia do novo coronavírus, a Smartfit congelou cobranças de mensalidade. No Brasil, houve suspensão do contrato de trabalho ou redução de 50% na jornada para todos os colaboradores (incluindo a diretoria). Além disso, a empresa renegociou contratos de locação de imóveis e suspendeu construção de novas unidades.

Até agora, apenas 4% das suas academias foram reabertas.

Siga o Yahoo Finanças no Instagram, Facebook, Twitter e YouTube e aproveite para se logar e deixar aqui abaixo o seu comentário.