Mercado abrirá em 8 h 33 min

Sky.One Connect reuniu especialistas para discutir futuro do mercado de software

Felipe Ribeiro

A Sky.One promoveu nesta terça-feira (10), no WTC Golden Hall, em São Paulo, o Sky.One Connect, evento criado para discutir o impacto da transformação digital nas empresas de software. Com quatro trilhas de conhecimento (Tecnologia & Inovação, Mercado & Negócio, Startups & Empreendedorismo e Tendências & Soluções) o evento reuniu grandes especialistas de mercado, que palestraram durante o dia todo sobre como os setores de software e cloud computing vão impulsionar o mercado de TIC no Brasil em 2020.

O Sky.One Connect vem com a ideia de suprir uma carência no mercado de softwares, que não possuía um evento para reunir players dentro do setor para a troca de informações. "Nossa intenção foi de trazer essas empresas para que pudéssemos nortear e falar sobre os desafios deste mercado, as inovações tecnológicas que estão surgindo, como investir seu capital e como empreender", explicou Caio Klein, cofundador da Sky.One e responsável pela área de produtos da companhia, em entrevista ao Canaltech.

O evento é ideal para profissionais que desenvolvem, revendem ou atuam no mercado de software, já que conta com conteúdo rico sobre vendas, marketing, investimento, tecnologias do futuro, entre outros assuntos. "Com o Sky.Connect nós demos uma chacoalhada, por assim dizer, nesse mercado, mostrando novas maneiras de potencializar os negócios de nossos clientes e parceiros", complementa Klein.

Imagem: Felipe Ribeiro/ Canaltech

Trilhas de conhecimento e palestrantes

O Sky.One Connect contou com palestrantes renomados e com grande experiência no mercado de tecnologia, entre eles o keynote speaker e autor do best-seller Receita Previsível, Aaron Ross, ex-executivo da Salesforce que criou um revolucionário processo de vendas; o cofundador da empresa Dois Pra Um Design, Théo Orosco; o Sócio da Astella Investimentos, Edson Rigonatti; o Sócio-fundador da Sinqia, Luciano Camargo; o fundador da Advance, Dagoberto Hajjar; o fundador e CEO da Omiexperience S/A, Marcelo Lombardo; a Cohead do Cubo Itaú, Renata Zanutol; o Head of Corporate Value Proposition da Thomson Reuters Brasil, Menotti Neto; e, por fim, o sócio e fundador da AuditSafe, Fernando Ferreira.

"Mesmo com inúmeras pequenas e médias empresas aqui presentes, o público deste evento é bem específico, com profissionais mais maduros e que necessitavam de um espaço como esse. Os nomes aqui presentes certamente trarão o conteúdo necessário para quem está acompanhando", disse Klein.

Os especialistas discutiram temáticas inseridas em trilhas de conhecimento sobre transformação digital. Na trilha de Tecnologia & Inovação, o destaque foi o entendimento das reais necessidades do mercado e o motivo pelo qual a capacitação e criação de uma cultura interna de inovação e transformação digital é fundamental para gerar valor e fazer uma empresa crescer. Já na trilha de Mercado & Negócio, foram abordados novos modelos de negócios, com foco na experiência do cliente, casos de sucesso e aplicações práticas para acelerar vendas.

Imagem: Felipe Ribeiro/ Canaltech

A trilha de Startups & Empreendedorismo teve como objetivo explorar a captação de investimentos para o negócio, além de debater como usar a tecnologia, conhecimento, visão e agilidade das startups para atender mais e melhor os clientes. A última trilha, de Tendências & Soluções, teve como principal tema o futuro das tecnologias e softwares.

Mercado e futuro próximo do cloud

De acordo com a consultoria IDC, o mercado brasileiro de tecnologia e informação vai crescer 4,9% em 2020, muito em função do cloud. Entre os números apresentados no mês passado durante o IDC Predictions, a nuvem foi o setor que mais saltou aos olhos. De acordo com a consultoria, o mercado de nuvem pública no Brasil deve alcançar US$ 3,5 bilhões em 2020, o que representa um crescimento de 36,6% sobre o ano anterior. Quando vamos para a área de nuvem privada, o crescimento continua, com as cifras atingindo US$ 1,3 bilhão, impulsionado principalmente por empresas de grande porte, sobretudo de finanças, que geralmente adotam plataformas próprias.

"No ponto de vista geral de cloud, enxergamos que é um caminho sem volta, tal qual aconteceu com o avanço da telefonia. Naturalmente todas as aplicações, sejam elas mais antigas ou mais novas, irão para o mundo da nuvem, pois é mais eficiente e seguro", disse Rennan Sanches, CTO da Sky.One, também em entrevista ao Canaltech. "A evolução do cloud vem de cinco, seis anos, quando começamos com a Sky.One e tivemos que 'evangelizar' os clientes para mostrar os benefícios dessa tecnologia. Hoje o ambiente é muito mais favorável", avalia.

Fonte: Canaltech

Trending no Canaltech: