Mercado abrirá em 8 h 43 min

Skin Realme UI 2.0 é lançada com foco em personalização e modo escuro aprimorado

Diego Sousa
·3 minutos de leitura

Muitas empresas já começaram a trabalhar em uma nova geração de suas interfaces baseadas no recém-lançado Android 11, casos de Samsung, com a One UI 3.0, e a Oppo, com a ColorOS 11. Nesta segunda-feira (21), durante o evento de lançamento dos novos Narzo 20 e 20A, a Realme reservou um tempinho para falar da nova versão da sua skin baseada no novo Android, a Realme UI 2.0.

Foco na personalização

A empresa não detalhou todas as novidades da nova interface, mas já podemos ter uma noção do objetivo da Realme com o lançamento: permitir que o usuário customize completamente o smartphone. Segundo a marca, a versão 2.0 da skin é o "OS mais aberto de todos", trazendo suporte para pacotes de ícones e lançadores de terceiros.

Além disso, muitas funções presentes na Realme 2.0 já haviam sido adotadas pela ColorOS 11 da Oppo, já que as duas empresas são pertencentes ao grupo chinês BBK Electronics. Uma novidade bastante bem-vinda da Realme UI 2.0 são as diferentes opções de modo escuro, permitindo ao usuário definir entre três intensidades de preto.

Realme UI 2.0 traz alguns recursos da ColorOS 11 (Foto: Divulgação/Realme)
Realme UI 2.0 traz alguns recursos da ColorOS 11 (Foto: Divulgação/Realme)

Outra nova função da interface é o chamado Global Theme, que dá liberdade ao usuário para definir entre cinco tipos de cores (e suas variantes) e 10 cores únicas como destaques do celular, como ícones de configuração, pastas e botões.

O modo Always-on Display, aquele que exibe algumas informações básicas do dispositivo com a tela "desligada", também traz novidades, como poder criar sua própria arte de exibição.

Os usuários poderão definir a intensidade do modo escuro (Foto: Divulgação/Realme)
Os usuários poderão definir a intensidade do modo escuro (Foto: Divulgação/Realme)

Segurança e novos recursos

Para a segurança e a privacidade do usuário, a Realme UI 2.0 traz um pacote de recursos relacionados a proteção de dados chamado Deep Sea Privacy. Com ele, a empresa garante que os usuários terão suas informações pessoais protegidas contra eventuais vazamentos, além de disponibilizar uma pasta privada para armazenar arquivos confidenciais. Pagamentos feitos através da interface também serão protegidos de atividades suspeitas, garante a empresa.

Novos recursos de segurança adicionam uma camada extra de proteção para arquivos e informações (Foto: Divulgação/Realme)
Novos recursos de segurança adicionam uma camada extra de proteção para arquivos e informações (Foto: Divulgação/Realme)

Outra novidade é a função System Cloner, que permite separar a interface em duas e alterar facilmente entre elas. Assim, o usuário pode definir um perfil para projetos profissionais ou acadêmicos e outro pessoal.

Com relação à multitarefas, a Realme UI 2.0 trouxe o recurso Floating Window & Mini Window, que, como o nome já indica, minimiza aplicativos abertos e os exibem ao mesmo tempo na tela, além da possibilidade de compartilhar capturas de tela de filmes e programas de TV com outras pessoas com legenda.

Novos recursos de multitarefas da Realme UI 2.0 (Foto: Divulgação/Realme)
Novos recursos de multitarefas da Realme UI 2.0 (Foto: Divulgação/Realme)

Realme UI 2.0: dispositivos compatíveis

A Realme não informou quais aparelhos receberão a nova interface, mas os novos Narzo 20 e 20A serão os primeiros a estrearem a skin. Além disso, a linha topo de linha X50 também deve receber a novidade a partir do dia 24 de setembro na versão beta fechada. Já o beta aberto será disponibilizado no finalzinho de outubro, com a versão estável sendo lançada somente no final de novembro.

Fonte: Canaltech

Trending no Canaltech: