Mercado abrirá em 8 h 29 min

Sistema consegue prever tempo de vida de pacientes terminais

Pixabay

Você gostaria de saber quando vai morrer? Um sistema de inteligência artificial desenvolvido por pesquisadores da Universidade de Stanford, nos Estados Unidos, consegue detectar o tempo restante de vida de pacientes terminais. Em testes, o sistema conseguiu acertar 90% das tentativas.

Para treinar o sistema, os pesquisadores recolheram cerca de 160 mil registros de pacientes, com dados como o número de exames realizados, a estadia no hospital, os procedimento realizados, os remédios e, é claro, evolução do tratamento.

Com essas informações, a rede neural, que tem uma estrutura mais ou menos parecida com a do cérebro, conseguiu elaborar uma série de parâmetros para determinar o tempo de vida de outros pacientes.

Em testes realizados com o sistema, o objetivo era “prever” o tempo de vida restante de cerca de 40 mil pacientes. De acordo com os pesquisadores, a taxa de acertos foi de 9 em cada 10 palpites.

Mas, afinal de contas, quais foram os critérios utilizados pelo sistema? Os responsáveis pelo projeto explicam que não é possível identificar quais são eles. A inteligência artificial atribuiu uma série de probabilidades aos casos, mas não consegue expressar seu raciocínio.