Mercado abrirá em 5 h 41 min
  • BOVESPA

    108.095,53
    +537,86 (+0,50%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    51.056,27
    +137,99 (+0,27%)
     
  • PETROLEO CRU

    73,04
    +0,68 (+0,94%)
     
  • OURO

    1.786,60
    +1,10 (+0,06%)
     
  • BTC-USD

    49.879,89
    -654,66 (-1,30%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.306,54
    +1,42 (+0,11%)
     
  • S&P500

    4.701,21
    +14,46 (+0,31%)
     
  • DOW JONES

    35.754,75
    +35,32 (+0,10%)
     
  • FTSE

    7.337,05
    -2,85 (-0,04%)
     
  • HANG SENG

    24.215,16
    +218,29 (+0,91%)
     
  • NIKKEI

    28.775,52
    -85,10 (-0,29%)
     
  • NASDAQ

    16.369,25
    -23,00 (-0,14%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,2740
    -0,0001 (-0,00%)
     

Singapura reduz restrições com queda de infecções por Covid

·2 min de leitura

(Bloomberg) -- Singapura está relaxando algumas restrições severas colocadas em prática há mais de um mês para combater o aumento das infecções por Covid 19. Cinco pessoas da mesma residência serão autorizadas a comer em restaurantes a partir de quarta-feira.

Most Read from Bloomberg

As mudanças marcam algum alívio das restrições que foram reimpostas no final de setembro em um dos países mais vacinados do mundo em meio a um aumento nas infecções que testaram seu sistema de saúde.

“Estamos diminuindo um pouco as restrições, mas não devemos baixar a guarda e perder o controle”, disse o ministro das finanças, Lawrence Wong, que também co-preside a força-tarefa de combate ao vírus.

No início do ano, Singapura permitia que oito pessoas de diferentes famílias jantassem juntas em restaurantes, mas como infecções surgiram em diferentes partes do país, o governo restringiu essa atividade social por temor de transmissão do vírus.

Em meio a sinais crescentes de fadiga entre os residentes em relação aos apelos das autoridades para que permaneçam em casa, o governo disse que agora está planejando a retomada dos eventos esportivos e profissionais para aqueles que estão totalmente vacinados, enquanto mais atividades escolares serão retomadas.

Entre as medidas, restaurantes e bares poderão tocar música suave gravada, embora música e entretenimento ao vivo permaneçam proibidos. A cidade-estado já havia banido a música em lojas de alimentos e bebidas para evitar que os clientes levantassem a voz e potencialmente disseminassem o vírus.

Contas médicas

Em um sinal de que Singapura está tentando pressionar mais pessoas a serem vacinadas, aqueles que optaram por não receber as vacinas agora terão que pagar suas próprias contas médicas caso sejam infectados. Até o momento, 85% da população está totalmente vacinada e 18% receberam reforços.

“O progresso na vacinação e reforços contribuiu imensamente para atenuar os casos da Covid-19”, disse o ministério. “No entanto, aqueles que não estão totalmente vacinados continuam a constituir desproporcionalmente a maior parte dos casos graves e de UTI e impor uma pressão sobre o nosso sistema de saúde.”

O sistema de saúde de Singapura permanece amplamente utilizado, com pouco menos de 70% dos leitos de terapia intensiva em hospitais públicos ocupados, de acordo com dados do Ministério da Saúde.

No entanto, há sinais encorajadores com a taxa semanal de crescimento de infecções tendendo para menos de 1 nos últimos cinco dias. Este é um marco importante que as autoridades de saúde apontaram como um dos pré-requisitos para qualquer reabertura.

Com a vacina da Pfizer já aprovada para uso em crianças entre 5 e 11 anos nos EUA, Singapura está avaliando se fará o mesmo com uma recomendação que provavelmente virá no final deste mês, disse o ministro da saúde Ong Ye Kung.

Most Read from Bloomberg Businessweek

©2021 Bloomberg L.P.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos