Mercado fechará em 4 h 39 min

Sindicatos e Petrobras detalham plano de retomada gradual de atividades presenciais

Alessandra Saraiva

A retomada não seria efetuada em todas as unidades ao mesmo tempo, e sim avaliadas caso a caso Sindicatos de petroleiros informam que a Petrobras divulgou, essa semana, plano estratégico sobre o retorno ao trabalho presencial na empresa, após adoção de medidas restritivas de isolamento em março, devido à pandemia. Procurada, a empresa confirmou retomada gradual de atividades - mas que, até o fim de junho, a situação atual, de restrição de ações presenciais no trabalho devido à covid-19, estaria mantida.

Agência Petrobras

A retomada não seria efetuada em todas as unidades ao mesmo tempo, e sim avaliadas caso a caso, unidade por unidades, informou ainda a companhia.

Segundo a Federação Única dos Petroleiros (FUP), a Petrobras informou a trabalhadores sobre plano de retorno ao trabalho presencial em reunião na segunda-feira, 8 de junho. De acordo com a empresa, os trabalhadores teriam que se adaptar ao “novo normal”, segundo apuração do sindicato.

Já o Sindicato dos Petroleiros do Rio de Janeiro (Sindipetro RJ) informou que a empresa fez apresentação virtual a sindicatos do setor sobre planejamento de retomada de trabalho, na segunda-feira. Na apresentação da Petrobras, detalhou o sindicato, a empresa informou aos trabalhadores que algumas práticas adotadas na pandemia serão mantidas, como o regime de teletrabalho para os funcionários da área administrativa, que, segundo orientação dos gerentes da Petrobras informada aos sindicatos, poderão ficar até três dias por semana em casa. Esse seria um dos casos do “novo normal” da pós-pandemia, explicou o Sindipetro-RJ.

De acordo com apuração do Sindipetro-RJ, o plano da empresa prevê dividir o risco de contaminação por novo coronavírus, causador da covid-19 com o fim da quarentena em três bandeiras: verde, amarela e vermelha. Na primeira, é autorizado o retorno à atividade presencial; na segunda, são adotadas medidas preventivas; e na terceira, o isolamento é mantido. Para definir as bandeiras, a direção da empresa vai acompanhar as taxas de crescimento dos casos de contaminação nos municípios onde opera e de ocupação de leitos de UTI, segundo a organização sindical.

Ao ser questionada sobre o tema, a Petrobras confirmou estar planejando o retorno às atividades presenciais. Para planejar esse retorno, a Petrobras informa que avaliará cenários internos e externos para definir o momento de retomada ou ampliação da atuação presencial em cada prédio ou unidade.

“Pelo menos até o final de junho, a situação atual está prorrogada, com teletrabalho no administrativo e manutenção apenas das atividades essenciais na operação. Ainda não há datas definidas para o início da fase de transição, que será segura e gradual, em ondas”, detalhou a companhia.

Ainda segundo a empresa, as condições de retorno ao trabalho presencial dependerão da cidade e da unidade, e também das atividades e condições de saúde do empregado.

Em seu posicionamento, a Petrobras lembrou ter adotado trabalho virtual em seu quadro de funcionários, nas atividades administrativas, bem como redução de efetivo na parte operacional. Além disso, a companhia recordou ainda ter implantado medidas de proteção nas frentes operacionais, como testagem, higienização e uso de máscaras.