Mercado fechará em 6 h 51 min
  • BOVESPA

    106.471,92
    +579,92 (+0,55%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    46.723,43
    -192,77 (-0,41%)
     
  • PETROLEO CRU

    87,87
    -1,14 (-1,28%)
     
  • OURO

    1.798,10
    +6,90 (+0,39%)
     
  • BTC-USD

    24.069,65
    +920,45 (+3,98%)
     
  • CMC Crypto 200

    562,94
    +27,72 (+5,18%)
     
  • S&P500

    4.145,19
    -6,75 (-0,16%)
     
  • DOW JONES

    32.803,47
    +76,67 (+0,23%)
     
  • FTSE

    7.493,66
    +53,92 (+0,72%)
     
  • HANG SENG

    20.045,77
    -156,17 (-0,77%)
     
  • NIKKEI

    28.249,24
    +73,37 (+0,26%)
     
  • NASDAQ

    13.342,75
    +114,00 (+0,86%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    5,2206
    -0,0460 (-0,87%)
     

Sindicalistas criticam alta da Selic e falam em protesto na sede do BC

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - Centrais sindicais reagiram à decisão do Copom de elevar a Selic para 13,75% ao ano.

A UGT afirma que vai organizar uma manifestação na sede do Banco Central em São Paulo. Mas ainda não tem data confirmada.

Para a Força Sindical, o aumento é um "remédio errado e desnecessário, com efeitos colaterais indesejados e nefastos".

A central sindical diz que o BC perdeu a chance de "estimular a criação de empregos, a produção e o consumo", afetando trabalhadores que já amargam o desemprego.

O comitê do Banco Central ainda deixou aberta a possibilidade de reajuste adicional de 0,25 ponto na reunião de setembro.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos