Mercado abrirá em 8 h 43 min

Simeone e Valdano prestam homenagem a Maradona "mítico"

·1 minuto de leitura
Diego Maradona comemora com Diego Simeone durante partida da Copa do Mundo de 1994

MADRI (Reuters) - Diego Simeone, técnico do Atlético de Madri, comandou as homenagens da Espanha a Diego Maradona após a notícia de sua morte na quarta-feira.

Simeone, que jogou com Maradona no Sevilha e na seleção argentina, disse que o campeão mundial ajudou a moldar o futebol em seu país.

"Crescemos vendo Diego quando começamos a jogar futebol. Ele era nosso guia quanto ao que era disputar o esporte", disse Simeone.

"Uma figura mítica nos deixa, um argentino que transmitiu todo seu lado rebelde para lutar por coisas positivas e negativas, e sempre olhando para frente. Ele transmitiu muito a muitos meninos, e nossa identidade futebolística vem de observá-lo."

Maradona morreu de ataque cardíaco em sua casa, no subúrbio de Buenos Aires, na quarta-feira, menos de um mês após seu 60º aniversário.

Já Jorge Valdano, que jogava ao lado de Maradona quando a Argentina venceu a Copa do Mundo de 1986, irrompeu em lágrimas na televisão espanhola ao falar do amigo e ex-colega de equipe.

"Dói muito, tanto pelo jogador quanto pelo homem que ele foi. As lembranças que tenho, quando penso nele me fazem sorrir", disse Valdano, comovido.

Escrevendo na edição de quinta-feira do jornal El País, Valdano falou das qualidades e defeitos de Maradona.

"Existe algo perverso em uma vida na qual todos seus sonhos se realizam, e Diego sofreu a generosidade de seu destino como nenhum outro", disse.

(Por Joseph Walker)