Mercado abrirá em 6 h 19 min
  • BOVESPA

    129.513,62
    +1.085,64 (+0,85%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    50.558,32
    +387,54 (+0,77%)
     
  • PETROLEO CRU

    73,39
    +0,09 (+0,12%)
     
  • OURO

    1.778,40
    +1,70 (+0,10%)
     
  • BTC-USD

    34.318,22
    +1.390,02 (+4,22%)
     
  • CMC Crypto 200

    824,93
    +38,31 (+4,87%)
     
  • S&P500

    4.266,49
    +24,65 (+0,58%)
     
  • DOW JONES

    34.196,82
    +322,58 (+0,95%)
     
  • FTSE

    7.109,97
    +35,91 (+0,51%)
     
  • HANG SENG

    29.290,43
    +407,97 (+1,41%)
     
  • NIKKEI

    29.066,18
    +190,95 (+0,66%)
     
  • NASDAQ

    14.357,25
    +3,00 (+0,02%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    5,8697
    +0,0074 (+0,13%)
     

Signify apresenta nova versão de aplicativo de automação de iluminação

·3 minuto de leitura

Já faz algum tempo que a casa conectada é uma promessa de futuro. De olho nesse segmento, que ainda não foi adotado em grande escala no Brasil, a Signify, braço da Philips dedicado à iluminação conectada em rede com Internet das Coisas (IoT, na sigla em inglês), tem lançado lâmpadas inteligentes no país para quem quer deixar o lar mais sofisticado.

Para facilitar o uso desses itens, a empresa acaba de apresentar a nova versão do aplicativo Philips Hue. Segundo a marca, o software otimizado vai ajudar a controlar as lâmpadas de forma mais simples e intuitiva. Isso deve dar mais fluidez à experiência do consumidor com o sistema.

Quem gosta de comandar as cenas de iluminação do imóvel rapidamente pode fazer isso já na tela inicial do app, sem ter de navegar entre as diferentes abas. Ali mesmo, é possível encontrar uma galeria ambientes Hue, que oferece combinações de configuração criadas por especialistas em construir atmosferas a partir do conjunto inteligente de luzes.

Imagem: Divulgação/Signify
Imagem: Divulgação/Signify

Além disso, as configurações de luzes, salas e zonas agora podem ser definidas em cada seção da guia Início. E mais: adicionar uma nova lâmpada Hue ficou mais fácil, já que é possível usar a aba Divisões ou o menu Configurações para fazer a combinação.

Uma vista isométrica 2,5D ajuda a determinar a localização e a altura exatas das lâmpadas. E, quando a configuração é executada, as luzes apresentadas no app mudam de cor para que o usuário saiba exatamente quais são elas.

Imagem: Divulgação/Signify
Imagem: Divulgação/Signify

Outra novidade do aplicativo são as rotinas definidas automaticamente. Na guia Automações, o usuário encontra opções avançadas de personalização para tornar a iluminação inteligente da casa mais adequada a suas necessidades.

Geolocalização

Duas novas definições — Coming Home e Leaving Home — garantem que o aplicativo verifique se há alguém em casa antes de executar o cenário. Assim, quando o usuário que controla a automação deixar a residência, o Philips Hue verifica se há outros indivíduos no local para que eles não fiquem no escuro.

A atualização do app traz, ainda, aprimoramentos às automações do aplicativo baseadas no nascer e no pôr do sol. Agora, é possível escolher a aurora, o crepúsculo ou outro horário específico para iniciar o processo, e ainda desligar as luzes após o término das atividades.

Segundo George Yianni, head de tecnologia Philips Hue da Signify, o objetivo é facilitar a vida do usuário. “Analisamos sugestões e comentários e até mesmo criamos em conjunto com nossos usuários por meio de estudos de usabilidade e aplicativos beta”, conta.

Imagem: Divulgação/Signify
Imagem: Divulgação/Signify

O novo app já está disponível para download na App Store (baixe aqui neste link) e na Google Play Store (baixe aqui neste link). Para quem já usa a versão anterior do Philips Hue, a atualização deve vir automaticamente no decorrer da semana que vem. Nesse caso, quando abri-lo pela primeira vez, o usuário será orientado na migração de configurações atuais, cenas de luz e rotinas.

A Signify já anunciou que a próxima atualização do sistema chega no segundo semestre de 2021 e trará cenas dinâmicas. O recurso vai permitir que as luzes façam uma transição lenta pelas diferentes cores da cena dinâmica.

Fonte: Canaltech

Trending no Canaltech:

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos