Mercado fechado
  • BOVESPA

    117.669,90
    -643,33 (-0,54%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    47.627,67
    -560,48 (-1,16%)
     
  • PETROLEO CRU

    59,34
    -0,26 (-0,44%)
     
  • OURO

    1.744,10
    -14,10 (-0,80%)
     
  • BTC-USD

    60.126,03
    +654,28 (+1,10%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.235,89
    +8,34 (+0,68%)
     
  • S&P500

    4.128,80
    +31,63 (+0,77%)
     
  • DOW JONES

    33.800,60
    +297,03 (+0,89%)
     
  • FTSE

    6.915,75
    -26,47 (-0,38%)
     
  • HANG SENG

    28.698,80
    -309,27 (-1,07%)
     
  • NIKKEI

    29.768,06
    +59,08 (+0,20%)
     
  • NASDAQ

    13.811,00
    +63,25 (+0,46%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,7625
    +0,1276 (+1,92%)
     

Signal testa transferência de dinheiro via criptomoedas entre usuários

Alveni Lisboa
·2 minuto de leitura

O aplicativo de bate-papo Signal anunciou que trabalha em um novo sistema de pagamentos entre usuários com o uso de criptomoedas. O recurso vai permitir envio e recebimento de dinheiro para contatos pela plataforma.

Por enquanto, o Signal Payments suporta apenas a carteira MobileCoin e a moeda virtual MOB. A novidade está em fase de testes apenas no Reino Unido e para usuários da versão beta do app. Os interessados que preencham os requisitos precisarão criar uma conta na carteira virtual e podem dar feedbacks para os desenvolvedores sobre a funcionalidade.

(Imagem: Divulgação/Signal)
(Imagem: Divulgação/Signal)

Segundo o chefe da equipe de comunicação do Signal, Jun Harada, a ideia é manter todos os dados pessoais dos usuários resguardados, sem qualquer acesso do aplicativo. A promessa é que o Signal não terá acesso a saldo, histórico de transações ou fundos adicionados na MobileCoin — valores estes que poderão ser levados para outra carteira a qualquer momento.

Além do novo modelo de uso de criptomoedas, a versão beta do Signal trará melhorias de desempenho, uma série de correções de bugs e melhorias nas configurações para silenciar áudios.

A popularidade do Signal

Ainda não há previsão de quando o Payments do Signal será expandido para outros países, o que incluiria o Brasil. O jeito é aguardar e continuar com o uso desta ferramenta de chat, considerada a mais segura do mercado — até o CEO do Facebook, Mark Zuckerberg usa, em vez do seu próprio aplicativo.

(Imagem: Divulgação/Signal)
(Imagem: Divulgação/Signal)

O Signal se tornou popular nos últimos meses após a controversa política de privacidade anunciada pelo WhatsApp, que incluiria o compartilhamento de dados com o Facebook e outros da companhia. O app foi indicado pelo ativista Edward Snowden e pelo multimilionário e popular empresário Elon Musk.

MobileCoin e Signal

A MobileCoin tem um relacionamento próximo com o cofundador e CEO da Signal, Moxie Marlinspike, um admirador e incentivador deste ativo em especial. Marlinspike teria sido um dos mentores da criação da moeda, embora não tenha nenhum vínculo profissional com ela.

No final do mês passado, os criadores do MOB arrecadaram US$ 11,35 milhões (cerca de R$ 63 milhões) em investimentos em duas rodadas da Future Ventures e General Catalyst. Desde essa arrecadação, a moeda deu um salto de valorização ao sair de um valor médio de R$ 35 para quase 8 vezes mais em apenas dois dias. No momento de fechamento desta matéria, um MOB vale R$231,83, mas esse valor costuma oscilar bastante ao longo do dia.

Será o Signal Payments um concorrente para o WhatsApp Pay? Você vai usar uma delas? Comente.

Fonte: Canaltech

Trending no Canaltech: