Mercado fechado
  • BOVESPA

    106.927,79
    +1.398,29 (+1,33%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    53.744,92
    -185,53 (-0,34%)
     
  • PETROLEO CRU

    84,27
    +2,15 (+2,62%)
     
  • OURO

    1.817,30
    -4,10 (-0,23%)
     
  • BTC-USD

    43.123,93
    -214,15 (-0,49%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.037,76
    +12,02 (+1,17%)
     
  • S&P500

    4.662,85
    +3,82 (+0,08%)
     
  • DOW JONES

    35.911,81
    -201,81 (-0,56%)
     
  • FTSE

    7.542,95
    -20,90 (-0,28%)
     
  • HANG SENG

    24.383,32
    -46,45 (-0,19%)
     
  • NIKKEI

    28.124,28
    -364,85 (-1,28%)
     
  • NASDAQ

    15.616,75
    +126,50 (+0,82%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,3174
    -0,0154 (-0,24%)
     

Signal começa a aceitar pagamentos com criptomoedas entre usuários

·3 min de leitura

O aplicativo de mensagens Signal liberou a funcionalidade que permite aos usuários enviarem ou receberem pagamentos com criptomoeda. O objetivo do mensageiro, conhecido pelo cuidado com a privacidade, é garantir transações seguras, sem rastreamento e "tão fácil quanto enviar ou receber uma mensagem".

A carteira MobileCoin foi a escolhida pelo app como a plataforma integrada para realização das operações financeiras. Desde o lançamento global da wallet, ocorrido em novembro, milhares de transações diárias são efetuadas pelo sistema, que deve suportar os recebimentos integrados sem dificuldade. O Signal havia anunciado seus planos para adicionar um protocolo de pagamento via app desde abril, como forma de competir com o WhatsApp Pay.

A $MOB é a criptomoeda usada pelos usuários do Signal para enviar e receber pagamentos (Imagem: Divulgação/Signal)
A $MOB é a criptomoeda usada pelos usuários do Signal para enviar e receber pagamentos (Imagem: Divulgação/Signal)

Nos chats individuais, o usuário pode acessar a carteira ao clicar no ícone "+" e em seguida procurar "Pagamento". Para transferir dinheiro, é preciso comprar a criptomoeda específica da MobileCoin, chamada $MOB, ou transferi-la de outra carteira para a conta vinculada ao Signal. Por ser uma cripto relativamente nova, não é tão fácil de encontrar sites que a comercializem: FTX, Bitfinex e BigON são as plataformas onde é possível adquirir a moeda por R$ 52 a unidade (cotação em 10/01).

Segundo o Signal, a moeda operada pelo app é mais privativa do que o Bitcoin, pois oculta as transações e impede o rastreamento por terceiros. Ela também utiliza um algoritmo de verificação chamada Bulletproofs para validar transações sem revelar o valor, o remetente ou o destinatário. "O design do MobileCoin significa que o Signal não tem acesso ao seu saldo, histórico completo de transações ou fundos. Você também pode transferir seus fundos a qualquer momento se quiser mudar para outro aplicativo ou serviço", explicou a equipe do mensageiro.

O recurso de pagamentos está disponível para testadores da versão beta do Signal — você pode se inscrever ao clicar aqui. Ainda não dá para saber quando a novidade deve desembarcar no app estável, mas é provável que não leve muito tempo.

MobileCoin e a relação com o Signal

Embora sejam companhias diferentes, a MobileCoin tem um relacionamento próximo com o cofundador e CEO da Signal, Moxie Marlinspike, um admirador e incentivador deste ativo em especial. Marlinspike teria sido um dos mentores da criação da moeda, embora não tenha nenhum vínculo profissional com ela.

No final de março de 2021, os criadores do MOB arrecadaram US$ 11,35 milhões (cerca de R$ 63 milhões) em investimentos em duas rodadas da Future Ventures e General Catalyst. Desde essa arrecadação, a moeda deu um salto de valorização ao sair de um valor médio de R$ 35 para quase 8 vezes mais em apenas dois dias. Com o passar do tempo, caiu bastante e hoje circula na faixa entre R$ 50 e R$ 60 diários.

Fonte: Canaltech

Trending no Canaltech:

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos