Mercado fechado
  • BOVESPA

    111.923,93
    +998,33 (+0,90%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    51.234,37
    -223,18 (-0,43%)
     
  • PETROLEO CRU

    80,34
    -0,88 (-1,08%)
     
  • OURO

    1.797,30
    -3,80 (-0,21%)
     
  • BTC-USD

    17.031,47
    +59,90 (+0,35%)
     
  • CMC Crypto 200

    404,33
    +2,91 (+0,72%)
     
  • S&P500

    4.071,70
    -4,87 (-0,12%)
     
  • DOW JONES

    34.429,88
    +34,87 (+0,10%)
     
  • FTSE

    7.556,23
    -2,26 (-0,03%)
     
  • HANG SENG

    18.675,35
    -61,09 (-0,33%)
     
  • NIKKEI

    27.777,90
    -448,18 (-1,59%)
     
  • NASDAQ

    11.979,00
    -83,75 (-0,69%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    5,4940
    +0,0286 (+0,52%)
     

Signal agora tem Stories igual ao WhatsApp

O aplicativo de mensagens Signal agora tem seus próprios Stories. Usuários do mensageiro podem compartilhar fotos, vídeos e texto em publicações que somem após 24 horas, de forma bem semelhante ao que existe nos apps da Meta (WhatsApp, Facebook e Instagram). A função é distribuída para todos os usuários na atualização 6.0 do app.

A funcionalidade foi anunciada no mês passado no fórum oficial do Signal. Primeiro, foram testadores do app que experimentaram as publicações temporárias.

Os Stories do Signal são publicações temporárias de fotos, vídeos ou texto que somem em 24 horas (Imagem: Reprodução/Signal)
Os Stories do Signal são publicações temporárias de fotos, vídeos ou texto que somem em 24 horas (Imagem: Reprodução/Signal)

Assim como no WhatsApp, usuários do Signal podem definir quem pode visualizar os Stories publicados. Dá para limitar a visibilidade dos posts a contatos ou grupos específicos, bem como criar uma lista de exceções, escolhendo exatamente quais pessoas não podem visualizá-los.

Todas as publicações de stories do Signal são criptografadas ponta-a-ponta, ou seja, somente você e os usuários permitidos podem conferi-lo. Assim, são minimizadas as chances do conteúdo ser interceptado por indivíduos mal-intencionados ou pelo próprio Signal.

Stories no Signal para quê?

Para um aplicativo tão focado em integridade e privacidade, a adição de Stories chama a atenção pela superficialidade — a função não agrega em nada na proposta inicial do app, além de torná-lo mais parecido com a concorrência.

Stories podem ficar visíveis para usuários selecionados ou somente para um grupo específico (Imagem: Reprodução/Signal)
Stories podem ficar visíveis para usuários selecionados ou somente para um grupo específico (Imagem: Reprodução/Signal)

Esclarecendo esse ponto, a presidente da Signal Foundation Meredith Whittaker disse que a ideia é tornar o app mais próximo do Instagram e do Facebook, numa tentativa de atrair mais usuários. “O Signal não quer ser relegado ao canto empoeirado dos experimentos que são teoricamente seguros e privados, mas também falham em seu propósito no mundo real porque ninguém pode ou irá usá-los”, pontuou durante o Web Summit de 2022 realizado em Lisboa.

Mercado de gigantes

A disputa no mercado de mensageiros é ferrenha, especialmente com plataformas gigantes como WhatsApp e Telegram na concorrência. No Brasil, embora o Signal tenha conquistado espaço, o mensageiro da Meta é, de longe, o principal aplicativo de mensagens instantâneas.

Introduzir mais funções “sociais” ao Signal, embora não incrementem o potencial de privacidade do app, pode torná-lo mais interessante para novos usuários — afinal, praticamente ninguém quer usar um aplicativo de mensagens defasado. Os novos Stories chegam para incrementar outras funcionalidades divertidas, tais como os Stickers que estrearam em 2019.

Fonte: Canaltech

Trending no Canaltech: