Mercado fechado
  • BOVESPA

    108.487,88
    +1.482,66 (+1,39%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    51.518,30
    +228,39 (+0,45%)
     
  • PETROLEO CRU

    110,35
    +0,46 (+0,42%)
     
  • OURO

    1.845,10
    +3,90 (+0,21%)
     
  • BTC-USD

    29.423,68
    +299,25 (+1,03%)
     
  • CMC Crypto 200

    650,34
    -23,03 (-3,42%)
     
  • S&P500

    3.901,36
    +0,57 (+0,01%)
     
  • DOW JONES

    31.261,90
    +8,77 (+0,03%)
     
  • FTSE

    7.389,98
    +87,24 (+1,19%)
     
  • HANG SENG

    20.717,24
    +596,56 (+2,96%)
     
  • NIKKEI

    26.739,03
    +336,19 (+1,27%)
     
  • NASDAQ

    11.838,00
    -40,25 (-0,34%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    5,1528
    -0,0660 (-1,26%)
     

Siderúrgicas recuam na alta do aço após corte em tarifa de importação, diz construção

  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
Neste artigo:
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
***ARQUIVO***SETE LAGOAS, MG - Funcionário trabalha em forno de siderúrgica em Sete Lagoas (MG), onde várias empresas fecharam fornos e demitiram vários funcionários. (Foto: Moacyr Lopes Junior/Folhapress) ORG XMIT: AGEN1408111541475875
***ARQUIVO***SETE LAGOAS, MG - Funcionário trabalha em forno de siderúrgica em Sete Lagoas (MG), onde várias empresas fecharam fornos e demitiram vários funcionários. (Foto: Moacyr Lopes Junior/Folhapress) ORG XMIT: AGEN1408111541475875

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - A redução no imposto de importação de dois tipos de vergalhões de aço, anunciada pelo governo nesta quarta-feira (11), já fez as siderúrgicas se mexerem para não perder espaço no mercado, segundo a CBIC (Câmara Brasileira da Indústria da Construção).

A entidade diz que empresas do setor foram procuradas por algumas siderúrgicas, que desistiram das propostas anteriores de elevar os preços.

"Já temos informações de visitas de siderúrgicas retirando a nova tabela de preços", diz José Carlos Martins, presidente da entidade.

A tensão entre a indústria da construção e as siderúrgicas subiu nesta semana quando o governo anunciou que cortaria as tarifas de importação.

O Instituto Aço Brasil, que representa companhias como Gerdau e Usiminas, chegou a acusar as empresas da construção de levar informações erradas ao ministro Paulo Guedes para convencer o governo de que o aço brasileiro está muito caro.

As siderúrgicas queriam que o vergalhão de aço fosse retirado da lista dos itens que teriam a tarifa cortada, mas o governo acabou reduzindo de 10,8% para 4% o imposto do produto. A CBIC comemorou a medida.

Conforme antecipo a coluna Painel S.A., da Folha de S.Paulo, a indústria da construção vinha se movimentando para buscar mais aço no mercado internacional, como fez no ano passado, com o objetivo de driblar os preços.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos