Mercado abrirá em 6 h 9 min
  • BOVESPA

    102.814,03
    +589,77 (+0,58%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    49.796,30
    +303,78 (+0,61%)
     
  • PETROLEO CRU

    69,18
    -0,77 (-1,10%)
     
  • OURO

    1.795,00
    +9,80 (+0,55%)
     
  • BTC-USD

    56.632,02
    -761,09 (-1,33%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.428,88
    -0,05 (-0,00%)
     
  • S&P500

    4.655,27
    +60,65 (+1,32%)
     
  • DOW JONES

    35.135,94
    +236,60 (+0,68%)
     
  • FTSE

    7.109,95
    +65,92 (+0,94%)
     
  • HANG SENG

    23.391,01
    -461,23 (-1,93%)
     
  • NIKKEI

    28.006,61
    -277,31 (-0,98%)
     
  • NASDAQ

    16.323,75
    -67,00 (-0,41%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,3409
    +0,0117 (+0,18%)
     

Shiba Ino se segurando para não cair!

·2 min de leitura

A Shiba Inu se tornou uma das criptomoedas mais comentadas nas últimas semanas. Isto se deve pela explosão que o ativo teve ao final de outubro, chegando a se valorizar mais de 200% em 5 dias. Contudo, de acordo com um relatório apresentado pela Bloomberg, grande parte desse movimento não passa de marketing.

No relatório, o autor argumenta que a alta de Shiba Inu se deve, em grande parte, pela correlação que tem com a Ethereum e pelo preço baixo. Isso, supostamente, motivou investidores mais arrojados a apostarem na alta da crypto.

O relatório aponta que este forte movimento de alta foi apoiado por uma mistura de fatores como: bom marketing, ESG e principalmente uma exploração de demanda vs. oferta em uma escala global, 24 horas por dia, 7 dias por semana.

E qual o cenário para a crypto?

Após um forte movimento de alta no início de outubro, a crypto passou vários dias trabalhando de forma lateral, para então subir novamente. O padrão realizado pelo ativo é conhecido como Power Breakout.

Como mostrado, após fazer um movimento de alta e se afastar da média móvel de 20 períodos, o ativo andou de lado. Quando a média móvel subiu até a região de preços, houve um novo movimento de alta.

Com essa forte alta, a crypto foi em linha reta até o terceiro alvo projetado pelo primeiro movimento de alta. Na sequência, o ativo começou a corrigir e agora vem trabalhando dentro das retrações de Fibonacci.

Ontem (10/11), o ativo testou pela segunda vez o suporte oferecido pela retração de 61,8%. Hoje, a crypto vem trabalhando em alta, superando novamente o suporte. Entretanto, com a queda de ontem a média móvel de 20 períodos foi perdida. Agora, esta média se comporta como uma resistência.

Observando a barra que a crypto vem formando hoje, é notado que o preço tentou subir, mas esbarrou na média. Caso o ativo não consiga superar a média, provavelmente iniciará um movimento de queda.

Inversão de tendência!

Como a Crypto fez o forte movimento de alta e recuou até a retração de 61,8%, mostrando respeito pelo suporte oferecido pela retração, é considerado que a tendência de alta ainda prevalece. A média móvel de 20 períodos também continua inclinada para cima, indicando a continuidade da tendência.

No entanto, a pressão vendedora vem se intensificando nos últimos dias. Caso a crypto perca a retração de 61,8%, provavelmente continuará o movimento de baixa.

Ao perder a retração de 61,8%, existe uma expectativa de que o ativo recue até o início do movimento. Ou seja, a crypto retornaria à região de consolidação em que estava antes da alta.

This article was originally posted on FX Empire

More From FXEMPIRE:

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos