Mercado fechado
  • BOVESPA

    102.224,26
    -3.586,99 (-3,39%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    49.492,52
    -1.132,48 (-2,24%)
     
  • PETROLEO CRU

    68,15
    -10,24 (-13,06%)
     
  • OURO

    1.785,50
    +1,20 (+0,07%)
     
  • BTC-USD

    55.006,81
    -1.128,57 (-2,01%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.365,60
    -89,82 (-6,17%)
     
  • S&P500

    4.594,62
    -106,84 (-2,27%)
     
  • DOW JONES

    34.899,34
    -905,04 (-2,53%)
     
  • FTSE

    7.044,03
    -266,34 (-3,64%)
     
  • HANG SENG

    24.080,52
    -659,64 (-2,67%)
     
  • NIKKEI

    28.751,62
    -747,66 (-2,53%)
     
  • NASDAQ

    16.051,00
    -315,00 (-1,92%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,3485
    +0,1103 (+1,77%)
     

Shell enfrenta protestos após aquisição de varejista australiana de energia verde

·1 min de leitura
Logo da Shell em Londres

MELBOURNE (Reuters) - A Shell está enfrentando protestos por sua aquisição da varejista de energia verde Powershop Australia, com clientes ameaçando mudar para outros fornecedores de energia renovável para evitar se tornarem clientes de uma empresa de combustível fóssil.

A Shell disse na segunda-feira que está se expandindo para o mercado de energia da Austrália ao se associar ao Infrastructure Capital Group para comprar o negócio de eletricidade australiano Meridian Energy, que tem mais de 185.000 clientes, por 526 milhões de dólares. Espera-se que o negócio seja fechado no início de 2022.

O grupo ativista Environment Victoria afirmou nesta quarta-feira que encerrou uma parceria de seis anos com a Powershop Australia, pois não seria mais sustentável se a Shell for a dona do negócio.

"Você não pode colocar um pouco de tinta verde em uma máquina poluidora de bilhões de dólares e esperar que a ignoremos", disse o presidente-executivo da Environment Victoria, Jonathan La Nauze.

Os clientes da Powershop acessaram as redes sociais dizendo que mudaram para outros fornecedores de energia verde e recomendaram concorrentes.

"É uma pena @PowershopAus saber que você foi vendida para a @Shell ... Obrigado pelo seu serviço anterior, mas mudei para outro provedor hoje", disse Jen Basham no Twitter.

A Powershop afirmou na mídia social na segunda-feira que, embora sua propriedade esteja mudando, seu "compromisso com nossos clientes e com o planeta não".

(Reportagem de Sonali Paul)

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos