Mercado fechado
  • BOVESPA

    107.651,01
    -1.417,54 (-1,30%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    51.083,88
    +357,92 (+0,71%)
     
  • PETROLEO CRU

    71,66
    -0,35 (-0,49%)
     
  • OURO

    1.799,80
    +1,80 (+0,10%)
     
  • BTC-USD

    17.215,09
    +406,93 (+2,42%)
     
  • CMC Crypto 200

    405,68
    +10,99 (+2,78%)
     
  • S&P500

    3.952,73
    +18,81 (+0,48%)
     
  • DOW JONES

    33.696,10
    +98,18 (+0,29%)
     
  • FTSE

    7.472,17
    -17,02 (-0,23%)
     
  • HANG SENG

    19.450,23
    +635,41 (+3,38%)
     
  • NIKKEI

    27.574,43
    -111,97 (-0,40%)
     
  • NASDAQ

    11.589,50
    +80,00 (+0,70%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    5,4974
    +0,0310 (+0,57%)
     

'Sheik dos Bitcoins' é alvo de ação da Polícia Federal; fraude pode chegar a R$ 4 bi

Policiais apreenderam barras de ouro, dinheiro em espécie, joias, carros, relógios de luxo e outros bens na investigação contra o Sheik (Getty Image)
Policiais apreenderam barras de ouro, dinheiro em espécie, joias, carros, relógios de luxo e outros bens na investigação contra o Sheik (Getty Image)
  • Sheik dos Bitcoins é investigado pela polícia brasileira;

  • Francisley Silva é acusado de diversos crimes;

  • Filha da Xuxa teria sido uma das vítimas.

A Polícia Federal conduziu, na manhã desta quinta-feira (6), a operação Poyais contra o "Sheik dos Bitcoins" por possível fraude bilionária envolvendo criptomoedas no país e no exterior. Suspeitas apontam que movimentação financeira pode chegar a R$ 4 bilhões.

Na ocasião, policiais apreenderam barras de ouro, dinheiro em espécie, joias, carros, relógios de luxo e outros bens, em endereços ligados a Francisley Silva e a outros investigados.

Foram realizados 20 mandados de busca e apreensão, mediados por cerca de 100 policiais federais, além da decretação de sequestro de imóveis e bloqueio de valores, no Paraná, Santa Catarina.

O objetivo da operação foi o aprofundamento da apuração de crimes contra a economia e o sistema financeiro, além de de estelionato, de lavagem transnacional de dinheiro e de organização criminosa.

A ação ainda visou a elucidação da participação de todos os investigados nos crimes, assim como o rastreamento do patrimônio envolvido no esquema para que possa ser feita a reparação dos danos gerados às vítimas.

Com a participação da Receita Federal, foi possível coletar materiais e documentos que possam ser úteis aos procedimentos fiscais em curso.

Filha da Xuca perde mais de R$ 1 milhão em criptomoedas

Sasha Meneghel, filha da filha da apresentadora Xuxa investiu em uma empresa do empresário Francisley Valdevino da Silva, conhecido como "Sheik dos Bitcoins". Na ocasião, ela teve um prejuízo de cerca de R$ 1,2.

Além dela, jogadores de futebol que não tiveram os nomes informados também foram vítimas dos golpes, de acordo com uma investigação realizada pela polícia brasileira.