Mercado abrirá em 35 mins
  • BOVESPA

    121.113,93
    +412,93 (+0,34%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    48.726,98
    +212,88 (+0,44%)
     
  • PETROLEO CRU

    62,92
    -0,21 (-0,33%)
     
  • OURO

    1.776,50
    -3,70 (-0,21%)
     
  • BTC-USD

    56.980,42
    +2.066,31 (+3,76%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.295,86
    -95,85 (-6,89%)
     
  • S&P500

    4.185,47
    +15,05 (+0,36%)
     
  • DOW JONES

    34.200,67
    +164,67 (+0,48%)
     
  • FTSE

    7.013,66
    -5,87 (-0,08%)
     
  • HANG SENG

    29.106,15
    +136,44 (+0,47%)
     
  • NIKKEI

    29.685,37
    +2,00 (+0,01%)
     
  • NASDAQ

    13.960,25
    -69,25 (-0,49%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,7214
    +0,0353 (+0,53%)
     

Sharon Stone deu tapa na cara de diretor por cena da "cruzada de pernas"

Rafael Monteiro
·2 minuto de leitura
Sharon Stone na cena icônica da cruzada de pernas em
Sharon Stone na cena icônica da cruzada de pernas em "Instinto Selvagem" (1993) (Reprodução)

Sharon Stone só apareceu sem calcinha na cena clássica da "cruzada de pernas" de Instinto Selvagem (1993) porque foi enganada pelo diretor Paul Verhoeven. A revelação foi feita pela atriz em sua autobiografia ('The Beauty of Living Twice' ("A Beleza de Viver Duas Vezes", em tradução livre, uma referência às suas experiências de quase morte).

“Fui chamada para assistir ao filme após encerrarmos as gravações”, escreveu a atriz de 63 anos, de acordo com reportagem da Vanity Fair. “Não éramos apenas eu e o diretor, era uma sala cheia de agentes e advogados, a maior parte deles não tinha nada a ver com o projeto”.

Leia também:

“E foi assim que vi a cena com a minha vagina pela primeira vez, após me dizerem que ‘não veremos nada, só precisamos que você remova a calcinha por ela estar refletindo na luz e assim dá para saber que você está de calcinha’”, completou Stone, que rebate há anos a versão do cineasta sobre a realização da cena.

L'actrice Sharon Stone et le réalisateur Paul Verhoeven en mai 1992 à Cannes, France. (Photo by Pool ARNAL/GARCIA/PICOT/Gamma-Rapho via Getty Images)
Sharon Stone e Paul Verhoeven abraçados no Festival de Cannes, em 1992 (Photo by Pool ARNAL/GARCIA/PICOT/Gamma-Rapho via Getty Images)

“Sim, há muitos pontos de vista em relação a esse tema, mas levando-se em conta que sou eu a dona da vagina em questão, posso dizer: os outros pontos de vista são uma besteira. Era eu e as minhas partes lá. Eu decidi fazer. Eu fui até a sala de projeção e dei um tapa na cara do Paul e saí, entrei no meu carro e liguei para o meu advogado, Marty Singer”, afirmou Stone.

Baixe o app do Yahoo Mail em menos de 1 min e receba todos os seus emails em 1 só lugar

Siga o Yahoo Vida e Estilo no Google News

Após o ataque de fúria, Stone pensou sobre o assunto e decidiu autorizar o uso da cena no longa. “Eu tive opções. Então pensei e pensei e escolhi permitir que a cena ficasse no filme. Por quê? Porque era correto para o filme e para a personagem e porque, no fim das contas, fui eu que fiz”, esclarece no livro, que conta outros casos de machismo na carreira da atriz.

Ouça o Pod Assistir, podcast de filmes e séries do Yahoo: