Mercado abrirá em 5 h 6 min
  • BOVESPA

    113.282,67
    -781,33 (-0,68%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    51.105,71
    -358,59 (-0,70%)
     
  • PETROLEO CRU

    74,79
    +0,81 (+1,09%)
     
  • OURO

    1.757,10
    +5,40 (+0,31%)
     
  • BTC-USD

    43.810,02
    +2.915,09 (+7,13%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.091,83
    -11,23 (-1,02%)
     
  • S&P500

    4.455,48
    +6,50 (+0,15%)
     
  • DOW JONES

    34.798,00
    +33,20 (+0,10%)
     
  • FTSE

    7.084,56
    +33,08 (+0,47%)
     
  • HANG SENG

    24.187,23
    -4,93 (-0,02%)
     
  • NIKKEI

    30.240,06
    -8,75 (-0,03%)
     
  • NASDAQ

    15.352,25
    +33,50 (+0,22%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,2498
    -0,0058 (-0,09%)
     

Shang-Chi | Data de lançamento, trailers, o que esperar e mais

·11 minuto de leitura

Depois de exatos dois anos sem estreias por causa da pandemia da COVID-19, o Universo Cinematográfico da Marvel (MCU, na sigla em inglês) voltou aos cinemas apostando no desenvolvimento de sua Fase 4. E se Viúva Negra foi a despedida da personagem, Shang-Chi e a Lenda dos Dez Anéis é a introdução não apenas de um novo herói, mas de todo um lado ainda inédito dentro do universo de super-heróis: o do misticismo oriental.

O personagem em si é um grande desconhecido para boa parte do público, inclusive leitores de quadrinhos. Embora tenha nascido no auge dos filmes de artes marciais, entre as décadas de 1970 e 1980, o Mestre do Kung-Fu, como ficou conhecido por aqui, nunca teve um grande protagonismo dentro da Marvel. E por mais que já tenha lutado ao lado do Homem-Aranha, X-Men e até dos Vingadores, pode ter certeza que muita gente vai aos cinemas sem ter ideia do que vai encontrar.

Shang-Chi vai trazer as artes marciais para dentro do MCU (Imagem: Divulgação/Marvel Studios)
Shang-Chi vai trazer as artes marciais para dentro do MCU (Imagem: Divulgação/Marvel Studios)

E isso é uma excelente notícia tanto para o público quanto para a própria Marvel. Sem as amarras de ser um herói popular, o estúdio tem mais liberdade de fazer alterações e adaptar Shang-Chi para a história que melhor se encaixa no restante do MCU. Já para nós, é a oportunidade de entrar em uma sala de cinema sem saber ao certo o que esperar, totalmente livre da neura de cobrar uma fidelidade do seu herói de infância.

Por isso mesmo, o Marvel Studios vem sendo bastante comedido na divulgação de Shang-Chi e a Lenda dos Dez Anéis. Apesar de já ter liberado alguns trailers e revelado alguns pontos importantes da trama — como o fato de o personagem ser filho do Mandarim verdadeiro —, a verdade é que a gente não tem a menor ideia do que vem por aí em termos de história.

E se você está ansioso para o que o Mestre do Kung-Fu vai trazer para o MCU, o Canaltech te ajuda a reunir todas as informações divulgadas até agora para que você possa montar esse quebra-cabeça.

Shang-Chi: Elenco

Shang-Chi vai ser o primeiro heróis asiático do MCU (Imagem: Reprodução/Marvel Studios)
Shang-Chi vai ser o primeiro heróis asiático do MCU (Imagem: Reprodução/Marvel Studios)

A principal novidade de Shang-Chi e a Lenda dos Dez Anéis é o fato de este ser o primeiro filme de super-herói estrelado por um asiático, marcando o aumento de representatividade dentro desse segmento. E não nos limitamos aqui apenas ao MCU, já que esse feito engloba também a DC — o que torna o longa tão histórico quanto Pantera Negra e Mulher Maravilha.

É claro que há toda uma razão comercial por trás disso, já que a China é um mercado gigantesco e responsável por uma boa fatia da bilheteria global e faz todo sentido ter um herói voltado para esse público. Contudo, isso só mostra o quanto o feito do ator Simu Liu é importante. Tanto que, antes de Shang-Chi, o ator não tinha feito nada de muita relevância em Hollywood, sendo seu papel mais proeminente um personagem secundário na série Taken.

Só que, assim como foi no caso de Pantera Negra, A Lenda dos Dez Anéis vai contar ainda com a maior parte do seu elenco composta por profissionais de origem asiática — incluindo o diretor Destin Daniel Cretton. Ele foi um dos nomes que destacou a importância dessa representatividade como uma forma de fugir de estereótipos do cinema sobre a cultura oriental.

Shang-Chi vai apresentar o verdadeiro Mandarim ao MCU após a reviravolta de Homem de Ferro 3 (Imagem: Reprodução/Marvel Studios)
Shang-Chi vai apresentar o verdadeiro Mandarim ao MCU após a reviravolta de Homem de Ferro 3 (Imagem: Reprodução/Marvel Studios)

O maior exemplo disso é o vilão Wenwu, vivido pelo ator Tony Chiu-Wai Leung. A versão do MCU é uma mistura de dois personagens distintos, o Fu Manchu e o Mandarim, vilões das histórias do Shang-Chi e do Homem de Ferro que, por muito tempo, foram representados de forma bastante caricata e racista. Em uma entrevista recente, o diretor de A Lenda dos Dez Anéis destacou a importância de criar um vilão complexo e fugir dessa imagem do “perigo amarelo”, o clichê preconceituoso que por anos vigorou na cultura pop na hora de tratar os asiáticos.

Por isso, espere ver um vilão bem mais humanizado no longa, que ainda deve ser apresentado como esse líder criminoso, mas ter uma relação mais complexa que o torne mais interessante. E parte disso está presente já no fato de ele ser o Mandarim verdadeiro, mostrando que o MCU vai dar continuidade àquela pequena cena que vimos logo após o lançamento de Homem de Ferro 3, que mostrava o ator que adotou a alcunha recebendo uma ligação do verdadeiro vilão.

Outra participação interessante é da atriz Awkwafina. O nome pode não ser tão conhecido assim, mas ela vem ganhando bastante espaço em Hollywood seja com dublagens ou atuando em filmes como Oito Mulheres e Um Segredo e Jumanji: Próxima Fase, além de estar no vindouro live-action de A Pequena Sereia. Isso sem falar que ela levou o Globo de Ouro de Melhor Atriz pelo filme A Despedida.

Shang-Chi é mais um marco da representatividade nos filmes de herói (Imagem: Reprodução/Marvel Studios)
Shang-Chi é mais um marco da representatividade nos filmes de herói (Imagem: Reprodução/Marvel Studios)

Todo esse currículo serve para dizer que a sua personagem em Shang-Chi e a Lenda dos Dez Anéis tem tudo para ser uma das queridinhas do público. Ainda que Katy não seja nenhum grande nome conhecido dos quadrinhos, o pouco que os trailers nos mostraram indica que ela deve personificar o alívio cômico que é tão bem-vindo nos filmes da Marvel.

Confira mais alguns nomes confirmados para Shang-Chi e a Lenda dos Dez Anéis:

  • Shang-Chi (Simu Liu)

  • Katy (Awkwafina)

  • WenWu/Mandarim (Tony Chiu-Wai Leung)

  • Ying Nan (Michelle Yeoh)

  • Abominável (Tim Roth)

  • Wong (Benedict Wong)

  • Punho de Lâmina (Florian Munteanu)

  • Jiang Li (Fala Chen)

  • Jon Jon (Ronny Chieng)

Shang-Chi: Trailers

Faltando pouco tempo para a estreia de Shang-Chi e a Lenda dos Dez Anéis, a Marvel trouxe apenas dois trailers do filme que não mostram muita coisa em termos de história, focando muito mais na relação entre pai e filho e bastante na ação que devemos encontrar.

No primeiro contato que tivemos com o longa, por exemplo, fomos apresentados a quem é esse novo herói e principalmente a relação com seu pai. O vídeo todo é narrado pelo Mandarim, que detalha que deixou Shang-Chi viver sua vida por dez anos ao mesmo tempo em que mostra cenas de seu treinamento — o que se encaixa muito bem na origem do personagem nos quadrinhos, que também é treinado por seu pai (no caso, o vilão Fu Manchu) para sucedê-lo na liderança de uma organização criminosa.

O grande destaque desse primeiro trailer é a apresentação do tom da história, deixando claro que o clima vai ser bem mais aventuresco e com muita arte marcial. Não por acaso, muita gente associou o filme com O Tigre e o Dragão e até mesmo com filmes do Jackie Chan.

Já o segundo trailer traz mais detalhes da história, destacando com mais ênfase a relação familiar de Shang-Chi e o Mandarim. Há todo um discurso sobre como ele não pode ignorar suas origens e seu passado e vemos como os dez anéis simbolizam bastante esse legado deixado pelo vilão para o herói. Ao mesmo tempo, o vídeo mostra mais dos elementos místicos que devem ser explorados, como o controle do chi, e vemos até mesmo uma rápida luta entre o Abominável e Wong, duas participações especiais que pegaram todo mundo de surpresa.

Além disso, tivemos vários pequenos comerciais liberados pelo Marvel Studios que não trouxeram muitas cenas inéditas, apenas aprofundaram um pouco de tudo aquilo que vimos até aqui. O que chama a atenção nesses conteúdos menores é o reforço no embate familiar que deve nortear todo o roteiro e o próprio papel dos dez anisso tudo.

Isso fica claro na transformação do artefato: quando ele está sendo usado pelo Mandarim, a energia emanada é um azul, enquanto a cor ligada a Shang-Chi é amarela. Pode parecer só um detalhe, mas há toda uma carga simbólica muito forte por trás disso que passa pela aceitação do herói do legado maldito de seu pai e como isso deixa de ser algo frio e ameaçador para algo quente e acolhedor.

Shang-Chi: O que esperar

Diante dessa análise semiótica dos Dez Anéis, o que nos cabe esperar de Shang-Chi e a Lenda dos Dez Anéis? Como toda história de origem nesse universo, a trama deve ser bastante autocontida e se inspirar bastante naquilo que os quadrinhos oferecem. É claro que muita coisa vai ser adaptada e modernizada — como dito, ninguém conhece Shang-Chi e isso é perfeito para trabalhar com mais liberdade, mas alguns elementos certamente vão ser importados das HQs.

A disputa familiar pelo legado dos Dez Anéis vai ser o grande mote do filme (Imagem: Reprodução/Marvel Stuidos)
A disputa familiar pelo legado dos Dez Anéis vai ser o grande mote do filme (Imagem: Reprodução/Marvel Stuidos)

É o caso da relação do herói com seu pai, que com toda a certeza vai ser o ponto central da trama. Todos os trailers já destacaram que a questão familiar vai conduzir toda a história, com Shang-Chi sendo treinado para ser o novo Mandarim, mas negando essa herança e querendo trilhar seu próprio caminho longe da influência do pai — até que se vê obrigado a encará-lo e precisa aceitar esse fardo, ressignificando-o e trazendo os Dez Anéis para a luz.

Em linhas gerais, a expectativa é que o filme siga mais ou menos por esse caminho. Assim, devemos ter algumas cenas de flashback mostrando o treinamento de Shang-Chi quando ainda era criança e como ele se tornou o Mestre do Kung-Fu que a gente vai conhecer. Ao mesmo tempo, veremos sua ida para os Estados Unidos como uma forma de negar seu passado e criar uma vida longe da sombra do Mandarim.

A dúvida está em por que os assassinos vão atrás dele — incluindo aí o Punhos de Navalha, um vilão classe C da Marvel. A nossa aposta é que vai ser o próprio vilão que vai mandá-los como uma forma de fazer com que Shang-Chi prove suas habilidades e também retorne para seus braços, quase como uma espécie de teste de fogo de seus poderes.

(Imagem: Divulgação/Marvel Studios)
(Imagem: Divulgação/Marvel Studios)

É nesse processo que devemos ver a mãe do herói sendo apresentada como alguém que vai puxá-lo para perto e ajudá-lo a aceitar seu passado para conquistar a sua própria identidade, além de ser ela a responsável por apresentar o controle do chi para o protagonista. E, pelo que os trailers apontam, é muito provável que ela morra pelas mãos do Mandarim, já que há uma rápida cena de luta entre os dois.

A partir disso, devemos ver toda a jornada de aceitação de Shang-Chi, que deve passar pelo que parece ser uma das cidades celestiais da Marvel. Aliás, os vídeos promocionais ainda mostram uma grande batalha nesse campo mítico, com direito aos leões orientais caindo na porrada, dando a entender que essa deve ser a luta final do filme. E é aqui que devemos ter a grande reviravolta da história, possivelmente com a irmã do herói se assumindo a grande vilã de tudo e questionando o fato de Shang-Chi herdar os anéis ao invés dela, que sempre esteve ao lado do Mandarim. A partir disso, os dois devem lutar e o protagonista provar seu valor para herdar o artefato místico, ressignificando-o.

Os Dez Anéis representam muito mais que uma arma poderosa, mas relação do protagonista com suas origens (Imagem: Reprodução/Marvel Studios)
Os Dez Anéis representam muito mais que uma arma poderosa, mas relação do protagonista com suas origens (Imagem: Reprodução/Marvel Studios)

Como dito, ninguém sabe muito bem o que esperar da história de Shang-Chi e a Lenda dos Dez Anéis, o que faz com que tenhamos apenas especulações com o que lidar. E, levando em conta que a Fase 4 ainda está dando seus primeiros passos, é difícil até mesmo imaginar como isso tudo se conecta aos demais personagens que a gente conhece.

Shang-Chi: Data de lançamento

Assim como todos os filmes da Fase 4 da Marvel, Shang-Chi e a Lenda dos Dez Anéis também sofreu com a pandemia da COVID-19 e passou por alguns adiamentos. A previsão inicial era para que ele chegasse aos cinemas em julho — ou seja, já era para a gente ter assistido ao longo —, mas o fechamento das salas em todo o mundo forçou a Disney a alterar seu cronograma e, com isso, o herói oriental faz sua estreia no MCU no dia 3 de setembro de 2021.

A grande diferença em relação a Viúva Negra é que o novo filme não estará disponível via streaming no Disney+ via Premier Access. Com isso, quem quiser conferir o longa vai ter que encarar uma sessão de cinema como nos velhos tempos ou esperar 45 dias depois do lançamento para que ele seja disponibilizado no catálogo do Disney+.

Fonte: Canaltech

Trending no Canaltech:

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos