Mercado fechará em 2 h 56 min

Sexo na quarentena: encontre outras maneiras de aumentar a intimidade

Muitos casais estão lutando para manter a chama acesa durante a quarentena. Foto: Getty Images

Casais de todo o mundo passaram a conviver de forma muito mais intensa devido à quarentena imposta pelo coronavírus, mas isso não é nenhuma novidade.

Baixe o app do Yahoo Mail em menos de 1 min e receba todos os seus emails em 1 só lugar

Siga o Yahoo Vida e Estilo no Google News

Para alguns a convivência maior é um sonho transformado em realidade, permitindo descobrir novas coisas um sobre o outro, fortalecer o vínculo e entender as aspirações individuais e do casal para a vida pós-pandemia.

Leia também

Mas para outros, ela tem sido um desafio. Uma pesquisa recente realizada pelo The Knot e pelo Lasting revelou que o principal motivo de briga durante a quarentena é a frequência com a qual os casais estão mantendo relações sexuais.

Sendo assim conversamos com alguns especialistas para te dar dicas de como melhorar a frequência sexual

É normal não ter desejos sexuais a todo momento

A sexóloga Kassandra Mourikis, do Pleasure Centred Sexology, quer que os casais saibam como é normal não sentir vontade de fazer sexo o tempo todo, especialmente quando há uma pandemia global acontecendo. Ela acredita que há diversas razões pelas quais o nosso desejo sexual – e o prazer que sentimos – flutue.

É normal não sentir desejo sexual durante uma pandemia. Foto: Getty Images

Entre elas, podemos citar o estresse crônico ou contínuo, a forma como alguém se sente em relação ao seu corpo, a exaustão, a existência de traumas e a sensação de insegurança. “Muitos desses estressores/eventos impactam o desejo porque ativam o sistema nervoso autônomo, e o corpo age dando uma resposta ao estresse,” explicou Kassandra.

“O cérebro prioriza a sobrevivência em detrimento do sexo em quase todas as situações. Ele decide que este não é um bom momento para manter um comportamento sexual se você está em perigo, então faz sentido que você não tenha vontade de fazer sexo”.

É importante dedicar tempo para o outro

Se você está buscando maneiras de manter seu relacionamento saudável durante a quarentena, Jodie Milton e Reece Stockhausen, coaches de relacionamento e intimidade do Practical Intimacy acreditam que é fundamental separar um tempo para estar um com o outro.

“Encontrem formas de relaxar e se desconectar. Tomem um banho juntos. Façam um esforço para tornar aquele momento especial, seja colocando uma música, acendendo velas ou se vestindo um para o outro,” sugerem. “É importante criar um clima que permita que vocês se desliguem da intensidade do mundo lá fora nesse momento”.

Tenha certeza de que você e o seu parceiro estão priorizando o tempo que passam juntos. Foto: Getty Images

Kassandra Mourikis destaca que isso não significa que vocês precisam marcar uma hora para a transa - Isso pode ser contraintuitivo porque pode criar uma série de expectativas.

Em vez disso, ela recomenda agendar um tempo juntos sem interrupções para "relaxar sem distrações”.

Isso pode significar desligar os dispositivos eletrônicos, conversar sobre assuntos que vocês amam como casal, fazer uma massagem um no outro, ou deitar juntos se beijando e acariciando.

Elimine as expectativas

Se você notou que a sua vida sexual perdeu um pouco o glamour na quarentena, Jodie e Reece recomendam eliminar qualquer expectativa sobre como o sexo deveria estar sendo nesse momento.

“Se vocês só ficarem juntos se beijando e fazendo carícias, essa já é uma vitória. O objetivo é passar um tempo íntimo e de qualidade juntos, não a penetração propriamente dita", disseram. 


A conexão emocional é importante. Foto: Getty Images

Estabeleça uma conexão emocional

Para muitas pessoas, um laço maior precisa acontecer antes que elas tenham interesse em se abrir sexualmente. “É por isso que encontrar formas de aprofundar a conversa é realmente importante. Faça perguntas melhores do que ‘Como você está?’, ‘O que você fez hoje?", aconselham.

Em vez disso, pergunte coisas como: ‘O que está acontecendo no seu mundo nesse momento? Quais pensamentos estão passando pela sua cabeça? O que é importante para você agora? Que dificuldades você está enfrentando?’. "Essas perguntas são um convite para compartilhar o mundo emocional de cada um com o outro para que ambos se sintam mais conectados", avisam.

Continue priorizando o afeto ao longo do dia, passando a mão pelas costas do seu parceiro ao passar por ele em casa. “Isso vai permitir que vocês continuem se sentindo como um casal, e não como amigos que dividem um apartamento”, concluem

Sarah Carty