Mercado abrirá em 1 h 34 min
  • BOVESPA

    107.005,22
    +758,07 (+0,71%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    51.289,91
    +895,88 (+1,78%)
     
  • PETROLEO CRU

    112,45
    +0,24 (+0,21%)
     
  • OURO

    1.844,00
    +2,80 (+0,15%)
     
  • BTC-USD

    30.274,78
    +1.014,21 (+3,47%)
     
  • CMC Crypto 200

    675,79
    +23,56 (+3,61%)
     
  • S&P500

    3.900,79
    -22,89 (-0,58%)
     
  • DOW JONES

    31.253,13
    -236,94 (-0,75%)
     
  • FTSE

    7.436,44
    +133,70 (+1,83%)
     
  • HANG SENG

    20.717,24
    +596,56 (+2,96%)
     
  • NIKKEI

    26.739,03
    +336,19 (+1,27%)
     
  • NASDAQ

    12.046,75
    +168,50 (+1,42%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    5,2219
    +0,0031 (+0,06%)
     

Seu cérebro está se devorando neste exato momento; entenda o efeito fagocitose

·1 min de leitura

Já está claro que o cérebro é um dos maiores mistérios do corpo humano, mas você sabia que o órgão devora a si mesmo o tempo inteiro? Pode soar como ficção científica quando se diz dessa maneira, mas é que as células cerebrais envolvem e consomem células ou moléculas menores, a fim de removê-las do sistema, num processo chamado fagocitose.

Na fagocitose, a célula captura uma partícula, que fica totalmente envolta por uma membrana. Enzimas são lançadas, então, para degradar a partícula e formar o que os biólogos chamam de vacúolo digestivo. As "sobras" desse processo recebem o nome de corpos residuais, e podem ser excretadas pela própria célula depois.

O sistema imunológico é todo trabalhado nesse processo autofágico: glóbulos brancos consomem patógenos, por exemplo. Com o cérebro, o fenômeno acontece sempre, uma vez que o órgão consome muita energia, e realiza inúmeros processos complexos, que acabam gerando muitos detritos.

Cérebro devora a si mesmo graças a fenômeno chamado fagocitose (Imagem: hainguyenrp/Pixabay)
Cérebro devora a si mesmo graças a fenômeno chamado fagocitose (Imagem: hainguyenrp/Pixabay)

O cérebro precisa arrumar um jeito de eliminar esses detritos, então a maior parte dessa limpeza acontece na hora de dormir. Ainda assim, algumas conexões cerebrais precisam ser removidas ou alteradas, então a partir da adolescência, as conexões neurológicas não utilizadas passam a ser eliminadas, para que o órgão fique mais eficiente e pronto para a vida adulta.

Em palavras grosseiras, nesse processo o cérebro está devorando a si mesmo, em prol de sua própria melhoria. É por isso que o maior mistério do corpo humano é tão adaptável e complexo.

Fonte: Canaltech

Trending no Canaltech:

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos