Mercado abrirá em 6 hs
  • BOVESPA

    114.064,36
    +1.782,08 (+1,59%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    51.464,27
    +125,93 (+0,25%)
     
  • PETROLEO CRU

    73,52
    +0,22 (+0,30%)
     
  • OURO

    1.753,90
    +4,10 (+0,23%)
     
  • BTC-USD

    44.172,51
    -143,99 (-0,32%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.101,85
    -7,08 (-0,64%)
     
  • S&P500

    4.448,98
    +53,34 (+1,21%)
     
  • DOW JONES

    34.764,82
    +506,50 (+1,48%)
     
  • FTSE

    7.078,35
    -5,02 (-0,07%)
     
  • HANG SENG

    24.378,85
    -132,13 (-0,54%)
     
  • NIKKEI

    30.248,81
    +609,41 (+2,06%)
     
  • NASDAQ

    15.264,25
    -39,25 (-0,26%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,2224
    -0,0026 (-0,04%)
     

Setores de energia e financeiro ajudam Wall St a subir

·2 minuto de leitura
Placa de Wall Street em Nova York

Por Ambar Warrick e Devik Jain

(Reuters) - Os índices acionários de Wall Street subiam nesta segunda-feira, depois da pior semana em vários meses, com ações economicamente sensíveis liderando os ganhos, uma vez que o foco se volta para potenciais mudanças em impostos corporativos e na política monetária.

Mas os ganhos no Nasdaq eram limitados pelas principais ações de tecnologia, com investidores voltando-se para setores que mais devem se beneficiar da retomada econômica neste ano.

Ainda assim, a Apple Inc dava o maior impulso ao índice, com ganho de 0,6%, depois de uma decisão em tribunal no caso de antrituste da Epic Games contra a fabricante do iPhone ter levado a uma perda de quase 90 bilhões de dólares em seu valor de mercado na sexta-feira.

O setor de energia do S&P era o que tinha o melhor desempenho, com alta de 3,3%, uma vez que os preços do petróleo bateram máxima em uma semana diante de preocupações com a oferta nos Estados Unidos. As ações de empresas financeiras ganhavam 1%.

Na semana passada, os índices de Wall Street perderam entre 1,6% a 2,2%, depois que o aumento nos preços ao produtor em agosto e a queda nos pedidos de auxílio-desemprego provocaram temores de que o Federal Reserve pode começar a reduzir o estímulo já neste ano.

Os dados de preços ao consumidor de agosto, a serem divulgados na terça-feira, também devem ser uma pista importante para a decisão do Federal Reserve sobre aperto da política monetária.

Também no radar está o plano do governo norte-americano de aumento de imposto corporativo, o que pode resultar em uma elevação da alíquota para 26,5%, de 21%.

Às 11:27 (horário de Brasília), o índice Dow Jones subia 0,65%, a 34.834 pontos, enquanto o S&P 500 ganhava 0,084107%, a 4.462 pontos. O índice de tecnologia Nasdaq recuava 0,53%, a 15.035 pontos.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos