Mercado fechado
  • BOVESPA

    128.767,45
    -497,51 (-0,38%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    50.129,88
    -185,81 (-0,37%)
     
  • PETROLEO CRU

    73,08
    -0,58 (-0,79%)
     
  • OURO

    1.778,90
    -4,00 (-0,22%)
     
  • BTC-USD

    32.468,74
    +434,16 (+1,36%)
     
  • CMC Crypto 200

    771,33
    -23,00 (-2,90%)
     
  • S&P500

    4.246,44
    +21,65 (+0,51%)
     
  • DOW JONES

    33.945,58
    +68,61 (+0,20%)
     
  • FTSE

    7.090,01
    +27,72 (+0,39%)
     
  • HANG SENG

    28.309,76
    -179,24 (-0,63%)
     
  • NIKKEI

    28.884,13
    +873,20 (+3,12%)
     
  • NASDAQ

    14.268,50
    +138,50 (+0,98%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    5,9194
    -0,0559 (-0,94%)
     

Setor de serviços na China desacelera em maio, mostra PMI do Caixin

·2 minuto de leitura

(Reuters) - A expansão do setor de serviços da China desacelerou em maio, mostrou uma pesquisa do setor privado nesta quinta-feira, com a demanda externa mais fraca e o aumento dos custos pressionando as empresas.

O Índice de Gerentes de Compras (PMI, na sigla em inglês) Caixin/Markit ficou em 55,1 no mês passado, ante 56,3 em abril. A marca de 50 separa crescimento de contração.

A pesquisa atribuiu parte da desaceleração a uma queda na demanda externa, uma vez que os casos de Covid no exterior prejudicaram a atividade empresarial. Um indicador de pedidos de exportação passou a mostrar contração.

O PMI do Caixin contrasta com uma pesquisa oficial divulgada no início desta semana, que mostrou que a atividade no setor de serviços da China se expandiu em um ritmo mais rápido em maio.

O crescimento no total de novos pedidos caiu e as empresas de serviços aumentaram seus níveis de pessoal pelo terceiro mês consecutivo, mas em um ritmo mais lento, mostrou a pesquisa divulgada nesta quinta-feira.

As pressões da inflação pioraram com custos de insumos subindo a uma taxa mais acentuada em maio, além de relatos de matérias-primas, energia, pessoal e transporte mais caros.

"A oferta e a demanda de serviços continuaram suas tendências de alta pelo 13º mês consecutivo, embora ambas tenham se expandido em um ritmo mais lento do que no mês anterior", disse Wang Zhe, economista sênior do Caixin Insight Group, em um comunicado que acompanhou os dados.

"A pressão inflacionária foi enorme à medida que os indicadores de preços continuavam subindo. Tanto as medidas de custos de insumos quanto os preços cobrados pelos prestadores de serviços atingiram seus pontos mais altos do ano."

O PMI Composto Geral do Caixin ficou em 53,8 em maio, de 54,7 no mês anterior.

(Reportagem de Gabriel Crossley)

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos