Mercado fechará em 5 h 5 min
  • BOVESPA

    113.008,19
    -1.056,17 (-0,93%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    51.363,14
    -101,13 (-0,20%)
     
  • PETROLEO CRU

    73,72
    +0,42 (+0,57%)
     
  • OURO

    1.747,80
    -2,00 (-0,11%)
     
  • BTC-USD

    42.543,95
    -1.552,88 (-3,52%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.056,81
    -46,25 (-4,19%)
     
  • S&P500

    4.440,89
    -8,09 (-0,18%)
     
  • DOW JONES

    34.722,99
    -41,83 (-0,12%)
     
  • FTSE

    7.063,38
    -14,97 (-0,21%)
     
  • HANG SENG

    24.192,16
    -318,82 (-1,30%)
     
  • NIKKEI

    30.248,81
    +609,41 (+2,06%)
     
  • NASDAQ

    15.233,00
    -70,50 (-0,46%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,2658
    +0,0408 (+0,66%)
     

Setor privado de educação mostra menos entusiasmo com Milton Ribeiro

·1 minuto de leitura

Na semana passada, escolas e faculdades particulares comemoraram indicação de Renato Feder O setor privado de educação foi menos efusivo ao comentar a escolha do pastor Milton Ribeiro, ex-vice-reitor do Mackenzie, como o novo ministro da Educação. A nomeação foi publicada em edição extra do Diário Oficial da União nesta sexta-feira. Na semana passada, quando surgiu o nome do empresário Renato Feder, secretário de Educação do Paraná, os representantes das escolas e faculdades particulares comemoraram citando seu lado empreendedor, liberal e jovem. Agora, com Ribeiro, as entidades representativas elogiaram o fato de ele ter sido vice-reitor do Mackenzie, instituição de ensino prestigiada, e desejaram que sua experiência “exitosa” possa contribuir para a educação do país. Milton Ribeiro é o terceiro nome apresentado para o cargo desde a saída de Abraham Weintraub, em 18 de junho. Nesse período, foram indicados Carlos Decotelli e Renato Feder, que não chegaram a assumir o cargo.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos