Mercado abrirá em 8 hs

Setor aéreo vai queimar US$ 77 bi de caixa no 2º semestre, estima Iata

Cibelle Bouças
·2 minutos de leitura

De acordo com a associação que representa 290 companhias aéreas no mundo, o setor não deve registrar um saldo de caixa positivo até 2022 Pixabay O setor aéreo vai queimar US$ 77 bilhões de caixa durante o segundo semestre de 2020, ou quase US$ 13 bilhões por mês, a despeito de terem reiniciado suas operações. A estimativa foi divulgada nesta terça-feira pela Associação Internacional de Transporte Aéreo (Iata), que representa 290 companhias aéreas no mundo. De acordo com a entidade, a recuperação lenta do setor aéreo no mundo fará com que as empresas tenham uma queima de caixa de US$ 5 bilhões a US$ 6 bilhões por mês em 2021. De acordo com a Iata, o setor não deve registrar um saldo de caixa positivo até 2022. No segundo trimestre, estima a Iata, o setor aéreo queimou US$ 51 bilhões de caixa. No período, as companhias aéreas reduziram suas despesas em aproximadamente 50%, mas a receita caiu 80%. No segundo trimestre, as companhias aéreas adotaram uma série de medidas para reduzir custos, incluindo manter aviões parados nos aeroportos, redução na oferta de voos e rotas e a dispensa de centenas de milhares de funcionários. Alexandre de Juniac, presidente da Iata, observou que governos em todo o mundo já ofereceram US$ 161,9 bilhões em apoio ao setor aéreo, incluindo subsídio ao pagamento de salários, ajuda direta e isenção de impostos. O executivo acrescentou que a maior parte dessas ajudas expiram neste fim de ano, o que pode dificultar a recuperação das companhias aéreas, já combalidas pela pandemia. A Iata estima que, na média, as empresas aéreas têm caixa suficiente para 8,5 meses de operação. “A crise é mais profunda e mais longa do que qualquer um de nós poderia ter imaginado. E os programas de suporte iniciais estão se esgotando. Hoje devemos acionar o alarme novamente. Se esses programas de suporte não forem substituídos ou estendidos, as consequências para uma indústria já prejudicada serão terríveis”, afirmou Juniac.