Mercado abrirá em 1 h 46 min
  • BOVESPA

    111.539,80
    +1.204,97 (+1,09%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    45.682,19
    +897,61 (+2,00%)
     
  • PETROLEO CRU

    60,88
    +1,13 (+1,89%)
     
  • OURO

    1.724,00
    -9,60 (-0,55%)
     
  • BTC-USD

    51.669,25
    +2.586,38 (+5,27%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.031,91
    +43,81 (+4,43%)
     
  • S&P500

    3.870,29
    -31,53 (-0,81%)
     
  • DOW JONES

    31.391,52
    -143,99 (-0,46%)
     
  • FTSE

    6.680,26
    +66,51 (+1,01%)
     
  • HANG SENG

    29.880,42
    +784,56 (+2,70%)
     
  • NIKKEI

    29.559,10
    +150,93 (+0,51%)
     
  • NASDAQ

    13.143,00
    +87,75 (+0,67%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,8566
    -0,0055 (-0,08%)
     

Sete escolas estaduais de SP têm casos de Covid-19 e não abrem para alunos

Redação Notícias
·2 minuto de leitura
SAO PAULO, BRAZIL - OCTOBER 02: View of a classroom with protective shields on the tables and safety distance at Santa Maria school during the preparation of reopening schools amidst the coronavirus (COVID - 19) pandemic on October 2, 2020 in Sao Paulo, Brazil. (Photo by Miguel Schincariol/Getty Images)
Das 7 escolas, 2 ficam na capital, e as 5 restantes, no interior do estado (Foto: Miguel Schincariol/Getty Images)

O governo de São Paulo confirmou nesta segunda-feira (8) que sete escolas da rede pública estadual apresentaram casos positivos ou suspeitos de Covid-19 e não puderam abrir as suas portas. Duas unidades ficam na capital: uma na zona norte e outra na zona leste. As demais no interior do estado.

A volta às aulas presenciais nas escolas da rede pública estadual acontece em todo o estado nesta segunda-feira (8).

Em entrevista coletiva na manhã desta segunda-feira (8), o secretário estadual de Educação, Rossieli Soares, afirmou que todos os casos estão sendo monitorados e os professores e funcionários envolvidos passaram por testes. Essas unidades só poderão reabrir após o resultado dos exames.

Em uma outra unidade, localizada na Vila Cruzeiro, na zona sul da capital, a filha de uma funcionária terceirizada do estabelecimento de ensino apresentou positivo para Covid-19. Porém, a unidade continua aberta.

Leia também:

A volta às aulas presencial na rede estadual de ensino ocorreu nesta segunda-feira em 516 cidades paulistas, o equivalente a 80% dos 645 municípios do Estado. Segundo Rossieli, algumas administrações municipais não estão totalmente preparados para receber os professores.

Em relação à greve dos professores deflagrada na última sexta-feira, Rossieli afirmou que a adesão é próxima de zero e que o ponto dos faltosos será cortado a partir de hoje.

O governo estadual criou um comitê para acompanhar a volta às aulas, de olho em possíveis casos de Covid-19. O grupo tem caráter consultivo e reúne pediatras, infectologistas e epidemiologistas.

Segundo o governo estadual, eles irão monitorar e orientar as ações de prevenção, vigilância e controle da Covid-19 nas unidades escolares do estado e também das escolas municipais e particulares.

Segundo a Secretaria Estadual da Educação, em casos positivos de infectados pelo novo coronavírus na escola, a orientação é a de afastar todos que tiveram contato com a pessoa testada positivo e submetê-los a teste. Enquanto aguardarem o resultado, os profissionais da educação ficarão em teletrabalho.

da Folhapress