Mercado abrirá em 2 h 36 min
  • BOVESPA

    107.937,11
    -1.004,57 (-0,92%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    50.890,59
    -708,79 (-1,37%)
     
  • PETROLEO CRU

    83,61
    +0,30 (+0,36%)
     
  • OURO

    1.837,20
    -4,50 (-0,24%)
     
  • BTC-USD

    36.266,67
    +1.607,45 (+4,64%)
     
  • CMC Crypto 200

    823,87
    +13,27 (+1,64%)
     
  • S&P500

    4.410,13
    +12,19 (+0,28%)
     
  • DOW JONES

    34.364,50
    +99,13 (+0,29%)
     
  • FTSE

    7.332,01
    +34,86 (+0,48%)
     
  • HANG SENG

    24.243,61
    -412,85 (-1,67%)
     
  • NIKKEI

    27.131,34
    -457,03 (-1,66%)
     
  • NASDAQ

    14.227,75
    -273,25 (-1,88%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,2156
    -0,0131 (-0,21%)
     

Servidor que pediu para ficar em home office por não querer se vacinar contra Covid-19 sofre derrota na Justiça

·1 min de leitura

Um servidor do Tribunal Regional do Trabalho da 19ª Região (TRT-AL) que optou por não se vacinar contra a Covid-19 obteve um revés na Justiça Federal após entrar com ação pedindo para permanecer em home office ou voltar às atividades presenciais mesmo sem estar imunizado.

O homem alegou que a decisão do TRT de exigir comprovante de vacinação dos funcionários visa constranger aqueles que não se imunizaram. No processo, também argumentou que a vacina não livra a pessoa de aquirir ou trasmitir o coronavírus, e que a vacinação compulsória precisaria estar prevista em lei.

O juiz da 4ª Vara Federal de Alagoas, Sebastião Vasques de Moraes, negou o pedido do servidor, em caráter liminar. Segundo o magistrado, a vacinação é essencial para reduzir o contágio por Covid-19, e a presença de não vacinados no ambiente de trabalho põe em risco a saúde dos demais trabalhadores. Moraes ressaltou ainda que "o pretendido trabalho remoto (home office) não é um direito subjetivo absoluto do servidor".

O Supremo Tribunal Federal já firmou entendimento que a vacinação obrigatória é constitucional.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos