Mercado fechado
  • BOVESPA

    114.647,99
    +1.462,52 (+1,29%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    52.798,38
    +658,14 (+1,26%)
     
  • PETROLEO CRU

    82,66
    +1,35 (+1,66%)
     
  • OURO

    1.768,10
    -29,80 (-1,66%)
     
  • BTC-USD

    61.851,68
    +2.664,16 (+4,50%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.464,06
    +57,32 (+4,07%)
     
  • S&P500

    4.471,37
    +33,11 (+0,75%)
     
  • DOW JONES

    35.294,76
    +382,20 (+1,09%)
     
  • FTSE

    7.234,03
    +26,32 (+0,37%)
     
  • HANG SENG

    25.330,96
    +368,37 (+1,48%)
     
  • NIKKEI

    29.068,63
    +517,70 (+1,81%)
     
  • NASDAQ

    15.144,25
    +107,00 (+0,71%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,3297
    -0,0741 (-1,16%)
     

Serviço de internet de Musk cresce 30% em um mês e custa US$ 99

·1 minuto de leitura
SpaceX founder and Tesla CEO Elon Musk looks on as he visits the construction site of Tesla's gigafactory in Gruenheide, near Berlin, Germany, May 17, 2021. REUTERS/Michele Tantussi
Promessa de empresa de Musk é de uma conexão com velocidade recorde e sem delay em todo o mundo (REUTERS/Michele Tantussi)
  • SpaceX teve aumento de 30% de clientes em um mês

  • Serviço de internet leva o nome de Starlink

  • Preço é de US$ 99

Elon Musk não para de lucrar e o serviço de internet via satélite criado em maio de 2019 por uma de suas empresas, a SpaceX, teve um aumento de 30% de novos clientes em um mês (20 mil), chegando a 90 mil usuários em 12 países. A promessa da Starlink é de uma conexão com velocidade recorde e sem delay em todo o mundo. As informações são da CNBC.

Leia também:

A velocidade prevista pela companhia é de 50 a 150 Mbps (megabytes por segundo), mas já teve quem registrasse mais de 200 Mbps.

Ter a internet oferecida pela empresa de Musk custa US$ 99, incluindo um roteador de wi-fi. O terminal de acesso aos satélites é cobrado separadamente, por US$ 499.

Valor de mercado e ambições

A SpaceX hoje é avaliada em US$ 74 milhões, após um aporte de capitais no começo de 2021. Além disso, em dezembro, foram recebidos US$ 885 milhões de subsídios federais para expandir o projeto.

A ideia é expandir o número de satélites, que hoje é de 1.650 para 42 mil até 2027.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos