Serviços monitorados ajudam a conter inflação em 2012

Os preços de bens e serviços monitorados ajudaram a conter a inflação medida pelo Índice de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) em 2012, segundo o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). Eles subiram 3,66% no ano passado, ante uma inflação de 5,84% no mesmo período.

"Os preços dos monitorados ficaram ainda bem abaixo do ano anterior", disse Eulina Nunes dos Santos, coordenadora de Índices de Preços do IBGE. Em 2011, os bens e serviços monitorados tinham subido 5,58%, enquanto o IPCA registrou aumento de 6,50%.

Em 2012, o principal impacto negativo foi da gasolina, com queda de 0,41% no ano, após uma alta de 6,92% em 2011. "A gasolina contribuiu muito no sentido de conter a taxa do IPCA em 2012, por ter o segundo maior peso no orçamento das famílias", ressaltou Eulina.

A gasolina tem um peso de 3,89% na formação do IPCA, perdendo apenas para o item refeição fora de casa, que pesa 4,93%. No ano, ficaram mais baratos também o telefone fixo (-1,59%) e o transporte hidroviário (-0,29%). Ao mesmo tempo, aumentaram menos a energia elétrica (de 3,97% em 2011 para 2,93% em 2012) e o ônibus urbano (de 8,44% para 5,36%).

Carregando...