Mercado abrirá em 6 h 37 min
  • BOVESPA

    128.427,98
    -339,48 (-0,26%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    50.170,78
    +40,90 (+0,08%)
     
  • PETROLEO CRU

    73,29
    +0,21 (+0,29%)
     
  • OURO

    1.777,50
    -5,90 (-0,33%)
     
  • BTC-USD

    32.799,61
    -1.385,98 (-4,05%)
     
  • CMC Crypto 200

    791,02
    -19,18 (-2,37%)
     
  • S&P500

    4.241,84
    -4,60 (-0,11%)
     
  • DOW JONES

    33.874,24
    -71,34 (-0,21%)
     
  • FTSE

    7.074,06
    -15,95 (-0,22%)
     
  • HANG SENG

    28.883,78
    +66,71 (+0,23%)
     
  • NIKKEI

    28.875,23
    +0,34 (+0,00%)
     
  • NASDAQ

    14.299,00
    +36,00 (+0,25%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    5,9302
    +0,0017 (+0,03%)
     

Serviço de internet gratuito do Facebook favorece a própria rede social

·2 minuto de leitura
Serviço de internet gratuito do Facebook favorece a própria rede social
Serviço de internet gratuito do Facebook favorece a própria rede social

Em 2020 o Facebook criou a iniciativa Discovery, para levar internet grátis para alguns países por meio de um aplicativo. Os usuários do programa podem acessar qualquer site, que são executados por meio de um servidor proxy, com formato reduzido, removendo o carregamento automático de algumas imagens e vídeos.

No entanto, um estudo sugere que o projeto favorece cliques no próprio Facebook e no Instagram. Pesquisadores da Universidade da Califórnia, Irvine e da Universidade das Filipinas, estudaram como o serviço renderiza conteúdo de sites populares.

Basicamente, o projeto Discovery renderizou as duas redes sociais citadas com “seus recursos quase intactos, enquanto outros sites se tornaram corrompidos ou difíceis de usar”.

“Tanto no Globe quanto no Smart [redes usadas para testar o Discover na internet], apareceram imagens no Facebook e Instagram, enquanto a maioria ou todas as imagens foram removidas de todos os outros sites que encontramos”, explicaram os pesquisadores.

Facebook e o projeto de internet acessível

Além do Facebook e do Instagram, o site do governo filipino, o YouTube e o Yahoo funcionaram de forma completa. Já outros como Netflix, Roblox e Twitter foram considerados não funcionais.

Leia também!

O Facebook disse que o projeto está em testes, que não houve a intenção de privilegiar seus próprios sites e que isso pode ter ocorrido devido a uma falha do serviço de internet. “Como este relatório identificou, houve um erro de proxy no aplicativo Discover que resultou no carregamento de imagem inconsistente em muitos sites que carregam imagens envolvendo redirecionamento de HTTP”, disse a empresa.

Os críticos do projeto dizem que, ao favorecer sites específicos, o programa acaba forçando os usuários de países em desenvolvimento a utilizarem a plataforma. “Este foi um erro técnico que já foi resolvido e todos os sites estão sendo procurados como pretendido”, completou ainda a empresa.

Já assistiu aos nossos novos vídeos no YouTube? Inscreva-se no nosso canal!

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos