Mercado fechado
  • BOVESPA

    110.035,17
    -2.220,83 (-1,98%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    44.592,91
    +282,61 (+0,64%)
     
  • PETROLEO CRU

    61,66
    -1,87 (-2,94%)
     
  • OURO

    1.733,00
    -42,40 (-2,39%)
     
  • BTC-USD

    43.755,48
    -3.253,83 (-6,92%)
     
  • CMC Crypto 200

    912,88
    -20,25 (-2,17%)
     
  • S&P500

    3.811,15
    -18,19 (-0,48%)
     
  • DOW JONES

    30.932,37
    -469,63 (-1,50%)
     
  • FTSE

    6.483,43
    -168,53 (-2,53%)
     
  • HANG SENG

    28.980,21
    -1.093,99 (-3,64%)
     
  • NIKKEI

    28.966,01
    -1.202,29 (-3,99%)
     
  • NASDAQ

    12.905,75
    +74,00 (+0,58%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,7495
    +0,0106 (+0,16%)
     

Sergey Brin, cofundador do Google, administrará fortuna a partir de Singapura

·1 minuto de leitura
Sergey Brin cofundador do Google

Um dos fundadores do Google, o americano Sergey Brin, abriu em Singapura um "family office", um escritório encarregado de administrar seu patrimônio, segundo documentos oficiais, seguindo os passos de vários bilionários.

O escritório de gestão de Sergey Brin, que tem fortuna estimada em US$ 86,5 bilhões, foi registrado em Singapura no final de 2020, segundo documentos oficiais citados pela agência financeira Bloomberg.

Muitos bilionários, como o empresário britânico James Dyson, se estabeleceram recentemente nesta cidade-Estado do sudeste asiático para administrar sua fortuna e ativos.

Singapura os atrai por sua baixa tributação, estabilidade política e a possibilidade de obter status de residente.

Singapura, com 5,7 milhões de habitantes, tem cerca de 200 "family offices" que administram cerca de 20 bilhões de dólares, segundo dados do governo.

Aparentemente, nos últimos anos, Singapura aproveitou a incerteza política em Hong Kong, o grande centro financeiro da Ásia.

Sergey Brin, de 47 anos, e Larry Page fundaram em 1998 o mecanismo de busca Google, que rapidamente se tornou uma das empresas mais poderosas do mundo.

Em 2019, os dois deixaram suas funções na Alphabet, a empresa-mãe do Google.

A sede do Google na Ásia também está localizada em Singapura.

mba-sr/dan/lgo/clp/zm/tjc/mr