Mercado fechado
  • BOVESPA

    119.564,44
    +1.852,44 (+1,57%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    48.399,80
    +71,60 (+0,15%)
     
  • PETROLEO CRU

    65,31
    -0,38 (-0,58%)
     
  • OURO

    1.786,60
    +10,60 (+0,60%)
     
  • BTC-USD

    56.846,45
    +2.412,68 (+4,43%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.456,23
    +50,93 (+3,62%)
     
  • S&P500

    4.167,59
    +2,93 (+0,07%)
     
  • DOW JONES

    34.230,34
    +97,31 (+0,29%)
     
  • FTSE

    7.039,30
    +116,13 (+1,68%)
     
  • HANG SENG

    28.417,98
    -139,16 (-0,49%)
     
  • NIKKEI

    28.812,63
    -241,37 (-0,83%)
     
  • NASDAQ

    13.483,50
    -52,50 (-0,39%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,4262
    -0,1131 (-1,73%)
     

Serasa pede senhas bancárias para ‘estudo’; Procon questiona

Marcus Couto
·1 minuto de leitura
Serasa pediu senhas bancárias para 'estudo'. (Foto: Getty Images)
Serasa pediu senhas bancárias para 'estudo'. (Foto: Getty Images)

A Serasa Experian, uma empresa privada que recolhe, analisa e vende dados pessoais de brasileiros para clientes interessados em serviços de análise de crédito, levantou preocupação do Procon-SP ao fazer um estudo que pedia que clientes informassem suas senhas bancárias.

Leia também:

O Procon pediu esclarecimentos, segundo reportagem do portal G1, e está analisando a resposta enviada.

Baixe o app do Yahoo Mail em menos de 1 min e receba todos os seus emails em 1 só lugar

Siga o Yahoo Finanças no Google News

A preocupação do Procon girava em torno da garantia de proteção desses dados, e de orientação da Federação Brasileira de Bancos (Febraban), de que senhas bancárias não devem ser registradas em canais externos aos dos próprios bancos.

Ao G1, a Serasa informou que o objetivo do estudo era "entender a relevância estatística das informações analisadas para contribuir com eventuais soluções para uma análise de risco de crédito mais assertiva”.

Recentemente, a Serasa já havia se envolvido em outra polêmica, depois de um hacker ter afirmado que foi da base de dados da empresa que ele obteve os dados de milhões de brasileiros no que foi considerado o maior vazamento de informações privadas do país.

A Serasa investiga o caso, mas nega que sua base tenha sido a origem do vazamento.

Assine agora a newsletter Yahoo em 3 Minutos

Siga o Yahoo Finanças no Instagram, Facebook, Twitter e YouTube