Serasa: inadimplência do consumidor cai 1,5% em janeiro

O Indicador de Inadimplência do Consumidor, divulgado na manhã desta sexta-feira pela Serasa Experian, caiu 1,5% em janeiro, na comparação com dezembro. Foi o terceiro recuo mensal consecutivo. Em dezembro e novembro, as quedas mensais registradas foram de 1,5% e 0,1%, respectivamente. Ante janeiro de 2012, contudo, o indicador registrou alta de 12,9% no mês passado. O aumento das renegociações de dívidas, os juros reduzidos e o baixo desemprego são apontados pela instituição como os principais motivos para a queda apresentada em janeiro.

A inadimplência gerada por dívidas não bancárias (com cartões de crédito, financeiras, lojas em geral e prestadoras de serviços como telefonia e fornecimento de energia elétrica) recuou 0,5% em janeiro contra dezembro. No mesmo período, a inadimplência com bancos apresentou queda de 3,3%. As duas categorias contribuíram, respectivamente, com -0,2 e -1,5 ponto porcentual para o indicador geral. Os títulos protestados, em compensação, subiram 14,8% em janeiro contra dezembro (contribuição de 0,2 ponto porcentual). A inadimplência em cheques recuou 0,1% e não interferiu no indicador de janeiro.

O valor médio da inadimplência não bancária caiu 53,5% em janeiro de 2013, em comparação com o mesmo mês de 2012 - de R$ 657,92 para R$ 305,76. Em compensação, tiveram alta os valores médios de cheques sem fundos (11,5%), títulos protestados (5,6%) e dívidas bancárias (2,3%), na mesma base de comparação.

Carregando...