Mercado abrirá em 4 h 56 min
  • BOVESPA

    129.513,62
    +1.085,64 (+0,85%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    50.558,32
    +387,54 (+0,77%)
     
  • PETROLEO CRU

    73,49
    +0,19 (+0,26%)
     
  • OURO

    1.782,70
    +6,00 (+0,34%)
     
  • BTC-USD

    34.148,14
    +1.255,65 (+3,82%)
     
  • CMC Crypto 200

    818,42
    +31,80 (+4,04%)
     
  • S&P500

    4.266,49
    +24,65 (+0,58%)
     
  • DOW JONES

    34.196,82
    +322,58 (+0,95%)
     
  • FTSE

    7.120,33
    +10,36 (+0,15%)
     
  • HANG SENG

    29.293,83
    +411,37 (+1,42%)
     
  • NIKKEI

    29.066,18
    +190,95 (+0,66%)
     
  • NASDAQ

    14.360,00
    +5,75 (+0,04%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    5,8696
    +0,0073 (+0,12%)
     

Sentimento da zona do euro atinge máxima de 3 anos; expectativas de inflação aumentam

·1 minuto de leitura
Bar Revolte, em Berlim

BRUXELAS (Reuters) - O sentimento econômico melhorou mais do que o esperado na zona do euro e atingiu uma máxima de três anos em maio, mostraram dados nesta sexta-feira, com ganhos mais fortes nos serviços, no varejo e entre os consumidores, à medida que os governos aliviaram as restrições de combate à pandemia.

O índice de sentimento econômico da Comissão Europeia subiu para 114,5 pontos em maio, de 110,5 em abril, superando as expectativas de pesquisa da Reuters de uma melhora para 112,1. Foi o nível mais alto desde janeiro de 2018.

O otimismo nos serviços, que representam dois terços da economia da zona do euro, foi o que mais subiu, de 2,2 para 11,3 pontos, muito acima das expectativas de um aumento para 7,5.

O sentimento no setor de varejo aumentou de -3,0 para 0,4, uma vez que muitas lojas reabriram. O sentimento do consumidor aumentou de -8,1 em abril para -5,1, muito acima da média de longo prazo de -11,0. O ânimo na indústria atingiu uma nova máxima histórica e na construção também registrou ganho.

O maior otimismo em relação à economia traduziu-se em expectativas de inflação mais elevadas, com o índice ao consumidor para tendência de preços nos próximos 12 meses subindo de 19,6 para 22,2, acima da média de longo prazo de 18,6.

(Por Jan Strupczewski)

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos