Mercado abrirá em 8 h 12 min
  • BOVESPA

    120.636,39
    -605,24 (-0,50%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    45.495,41
    -962,61 (-2,07%)
     
  • PETROLEO CRU

    53,36
    +0,38 (+0,72%)
     
  • OURO

    1.847,80
    +7,60 (+0,41%)
     
  • BTC-USD

    35.325,33
    -909,91 (-2,51%)
     
  • CMC Crypto 200

    700,93
    -14,27 (-2,00%)
     
  • S&P500

    3.798,91
    +30,66 (+0,81%)
     
  • DOW JONES

    30.930,52
    +116,26 (+0,38%)
     
  • FTSE

    6.712,95
    -7,70 (-0,11%)
     
  • HANG SENG

    29.686,34
    +44,06 (+0,15%)
     
  • NIKKEI

    28.504,38
    -129,08 (-0,45%)
     
  • NASDAQ

    13.032,25
    +46,75 (+0,36%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,5065
    +0,0079 (+0,12%)
     

Sense Photonics entra em mercado de direção autônoma com nova tecnologia de sensor

Stephen Nellis
·2 minuto de leitura

Por Stephen Nellis

SÃO FRANCISCO, Estados Unidos (Reuters) - A Sense Photonics desenvolveu uma nova tecnologia de detecção que atinge um marco importante necessário para carros autônomos, disse a empresa de sensores a laser nesta sexta-feira.

A empresa liderada pela veterana da indústria automotiva e ex-executiva do Google Shauna McIntyre está desenvolvendo um sensor lidar que usa laser para ajudar veículos autônomos a obterem visão tridimensional da estrada.

A Sense disse à Reuters que sua nova tecnologia pode detectar objetos a 200 metros. Analistas do setor acreditam que o lidar pode se tornar um componente importante dos veículos avançados nos próximos anos, como um complemento para câmeras e sensores baseados em radar.

O alcance de 200 metros é uma referência que muitas empresas lidar estabeleceram para a direção em rodovias enquanto buscam acordos com fabricantes automotivos.

Pelo menos cinco empresas lidar, incluindo Velodyne Lidar e Luminar Technologies, listaram ações no ano passado ou estão em processo de fazê-lo.

Mas a Sense, que foi fundada em 2016 e arrecadou 40 milhões de dólares da Samsung Ventures e da Shell Ventures, manteve um perfil discreto.

A empresa contratou McIntyre como presidente-executiva no ano passado. Ela começou a carreira em uma fábrica da Ford, também trabalhou na área de turbocompressores da Honeywell International e supervisionou os programas automotivos do Google Maps.

McIntyre disse que a tecnologia da Sense é projetada para não usar peças móveis, eliminando a necessidade de alinhamento preciso dos emissores e detectores de laser dos sensores. O sistema é proprietário da empresa e usa o que é chamado de diodo de avalanche de fóton único.

O preço-alvo da Sense para os novos sensores será "na casa das centenas de dólares, não milhares, para aplicações automotivas de alto volume", disse ela à Reuters.

“Estamos conversando com as montadoras agora para o início da produção em 2024”, disse ela.