Mercado fechado
  • BOVESPA

    111.941,68
    +51,80 (+0,05%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    52.463,55
    +320,55 (+0,61%)
     
  • PETROLEO CRU

    115,07
    +0,98 (+0,86%)
     
  • OURO

    1.857,30
    +3,40 (+0,18%)
     
  • BTC-USD

    29.000,09
    +216,76 (+0,75%)
     
  • CMC Crypto 200

    625,79
    -3,71 (-0,59%)
     
  • S&P500

    4.158,24
    +100,40 (+2,47%)
     
  • DOW JONES

    33.212,96
    +575,77 (+1,76%)
     
  • FTSE

    7.585,46
    +20,54 (+0,27%)
     
  • HANG SENG

    20.697,36
    +581,16 (+2,89%)
     
  • NIKKEI

    26.781,68
    +176,84 (+0,66%)
     
  • NASDAQ

    12.717,50
    +438,25 (+3,57%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    5,0751
    -0,0429 (-0,84%)
     

Senai e Correios fazem parceria para projetos de inovação em logística

O Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial (Senai) e os Correios firmaram acordo para o desenvolvimento de projetos de pesquisa e inovação nos serviços de logística no país. Empresas e startups (empresas que estão começando) que queiram inscrever novas soluções para o setor devem acessar a Plataforma de Inovação para a Indústria.

Para a execução desses projetos, será usada a rede de 26 institutos Senai de Inovação e Tecnologia. Segundo o Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae), desde a criação da rede, em 2013, mais de R$ 1,2 bilhão foram mobilizados em 1.332 projetos de pesquisa, desenvolvimento e inovação. A estrutura conta com mais de 930 pesquisadores, dos quais cerca de 52% têm mestrado ou doutorado.

Por serem reconhecidos como instituições de ciência e tecnologia, os institutos Senai têm acesso a fontes de financiamento não reembolsáveis para projetos de pesquisa, desenvolvimento e inovação.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos