Mercado fechado

Senadores vão acionar Conselho de Ética contra senador do dinheiro na cueca

Ana Paula Ramos
·1 minuto de leitura
Brazil's Senator Chico Rodrigues reacts during a meeting with Brazilian Federal Deputy Eduardo Bolsonaro (not pictured) at the Federal Senate in Brasilia, Brazil August 9, 2019. Picture taken August 9, 2019. REUTERS/Adriano Machado
Brazil's Senator Chico Rodrigues reacts during a meeting with Brazilian Federal Deputy Eduardo Bolsonaro (not pictured) at the Federal Senate in Brasilia, Brazil August 9, 2019. Picture taken August 9, 2019. REUTERS/Adriano Machado

Senadores que compõem o grupo “Muda, Senado” avisaram nesta quinta-feira (15) que vão protocolar uma representação por quebra de decoro no Conselho de Ética do Senado contra Chico Rodrigues (DEM-RR), flagrado com dinheiro escondido na cueca durante operação da Polícia Federal que apura desvio de recursos para covid-19.

O documento deve ser entregue na próxima terça-feira (20). Caso a Mesa Diretora aceite o pedido, o colegiado deve dar início a processo que pode levar à cassação do mandato do senador.

Leia também

Os senadores Styvenson Valentim (Podemos-RN), Jorge Kajuru (Cidadania-GO), Alessandro Vieira (Cidadania-SE), Randolfe Rodrigues (Rede-AP) e Lasier Martins (Podemos-) tomaram a decisão nesta quinta, durante reunião virtual.

Em nota, a direção nacional do Democratas, partido de Rodrigues, disse que acionou o seu departamento jurídico para que acompanhe de perto “todos os desdobramentos do inquérito que resultou, na última quarta-feira (14), em busca e apreensão no endereço do senador Chico Rodrigues.

Vice-líder do governo no Senado, o parlamentar pediu para deixar o cargo nesta quinta, após pressão do Palácio do Planalto.

Mais cedo, a apoiadores no Palácio da Alvorada, o presidente Jair Bolsonaro afirmou que a operação da Polícia Federal que flagrou o vice-líder do governo no Senado, senador Chico Rodrigues (DEM-RR) com dinheiro na cueca, “é um fator de orgulho” para o governo.