Mercado fechará em 1 h 1 min
  • BOVESPA

    124.064,05
    -1.939,81 (-1,54%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    50.928,42
    +30,63 (+0,06%)
     
  • PETROLEO CRU

    71,55
    -0,36 (-0,50%)
     
  • OURO

    1.800,10
    +0,90 (+0,05%)
     
  • BTC-USD

    37.894,68
    -1.820,46 (-4,58%)
     
  • CMC Crypto 200

    895,88
    +19,65 (+2,24%)
     
  • S&P500

    4.393,17
    -29,13 (-0,66%)
     
  • DOW JONES

    34.992,50
    -151,81 (-0,43%)
     
  • FTSE

    6.996,08
    -29,35 (-0,42%)
     
  • HANG SENG

    25.086,43
    -1.105,89 (-4,22%)
     
  • NIKKEI

    27.970,22
    +136,93 (+0,49%)
     
  • NASDAQ

    14.898,25
    -219,50 (-1,45%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,1261
    +0,0158 (+0,26%)
     

Senadora dos EUA dá prazo para SEC avaliar regulação de criptomoedas

·2 minuto de leitura
Senadora dos EUA dá prazo para SEC avaliar regulação de criptomoedas

A senadora norte-americana Elizabeth Warren, que preside o Subcomitê de Política Econômica do Comitê Bancário do Senado, deu um prazo de até o dia 28 de julho para que a SEC responda às preocupações com relação a regulamentação de criptomoedas.

A senadora Warren fez fortes comentários sobre o mercado de criptomoedas nesta quinta-feira (8), criticando sua volatilidade e sua falta de regulamentação. Ela também enviou uma carta ao presidente da Comissão de Valores Mobiliários (SEC), Gary Gensler, perguntando o que estava sendo feito para regulamentar este mercado.

Em sua declaração, Warren disse que a demanda por criptomoedas e o uso de exchanges dispararam, mas também “a falta de regulamentos de bom senso deixou os investidores comuns à mercê de manipuladores e fraudadores”. Essa ausência de proteção ao investidor é o que Warren dá mais ênfase em seus comentários, afirmando que a SEC deve usar sua autoridade para resolver esses problemas.

A senadora espera uma resposta de Gensler até o dia 28 de julho, que por sua vez também sinalizou intenção de começar a regulamentar o mercado cripto.

A Reuters examinou a carta, que aparentemente se referia ao fato de que houve US$ 80 milhões em perdas relacionadas a golpes com criptomoedas este ano. O presidente e demais membros da SEC não forneceram comentários sobre o assunto.

No entanto, o foco de Gensler na regulamentação está alinhado com a visão da senadora, já que ele enfatizou a necessidade de proteção ao investidor e de uma “supervisão em movimento”. Nada foi concretizado até o momento, devido ao fato do mercado cripto ser relativamente novo.

O presidente da SEC afirmou que esperaria a orientação do Tesouro dos EUA sobre o assunto, cuja secretária, Janet Yellen, também já teceu críticas as criptomoedas. As autoridades governamentais consideram a proteção ao investidor, a manipulação do mercado e a conformidade com os padrões de com combate às lavagem de dinheiro entre as principais prioridades quando se trata deste meio.

Regulamentação nos EUA cada vez mais próxima

Os EUA, como um todo, parecem estar se movendo em direção a uma ampla regulamentação, como havia rumores no início do ano. Nos últimos meses, o governo também se concentrou mais na segurança cibernética, após o incidente envolvendo a Colonial Pipeline.

A urgência de se criar um marco regulatório que proteja os consumidores e o país como um todo já é palpável. É óbvio que os EUA agora irão projetar uma estrutura para as criptomoedas, e ela pode ser apresentada muito em breve.

A senadora Warren comentou sobre este mercado em várias ocasiões anteriormente, quase sempre tecendo críticas. A ex-candidata à presidência sugeriu a ideia de uma moeda digital do banco central (CBDC), mas disse que as criptomoedas privadas não cumpriram suas promessas.

Enquanto isso, a China e outros países estão correndo para criar suas próprias moedas digitais nacionais.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos