Mercado fechado

Senador Arolde de Oliveira morre vítima da covid-19 aos 83 anos

·2 minuto de leitura

O senador Arolde de Oliveira (PSD-RJ) morreu na noite desta quarta-feira, aos 83 anos, vítima da covid-19, conforme mensagem de sua família no Twitter nesta noite. "Comunicamos que nesta noite (dia 21 de outubro) o Senhor Jesus recolheu para si nosso amado irmão, Senador Arolde de Oliveira. Falecido vítima de Covid e como consequência a falência dos órgãos. A família agradece o carinho e orações. Mais informações à posteriori". Em abril deste ano, o senador postou em uma rede social que o isolamento social para evitar a propagação do coronavírus era "uma inutilidade". "Os números do vírus chinês no mundo e no Brasil demonstram a inutilidade do isolamento social. Autoridades, alarmistas por conveniência, destruíram o setor produtivo e criaram milhões de desempregados. O Presidente Jair Bolsonaro, isolado pelo STF, estava certo desde o início", escreveu o parlamentar no Twitter em 19 de abril. O nome de Arolde também surgiu nas investigações do assassinato do pastor Anderson do Carmo, marido da deputada federal Flordelis (PSD-RJ). Segundo informações do jornal "Extra" de 22 de janeiro deste ano, o celular do pastor foi conectado ao wi-fi da casa do senador Arolde, na Barra da Tijuca (RJ), horas depois do assassinato. Anderson foi morto em 16 de junho de 2019. De acordo com a reportagem, o aparelho foi ativado com um chip em nome da empresária Yvelise de Oliveira, mulher de Arolde. O inquérito da Polícia Civil aponta ainda que, após ter sido usado no Rio, o celular seguiu para Brasília, conforme revelou a TV Globo. Arolde foi secretário municipal de Transportes do Rio e foi eleito pela primeira vez deputado federal em 1984. Permaneceu na Câmara por nove mandatos seguidos. Em 2018, se elegeu senador com o apoio do pastor Silas Malafaia e da família Bolsonaro. Primeiro suplente de Arolde de Oliveira, Carlos Portinho assumirá a vaga no Senado. Também filiado ao PSD, Portinho foi secretário de Habitação na gestão do ex-prefeito Eduardo Paes (DEM).